Você está em:

Vigília Ufológica – O que não pode faltar – Chico Penteado entrevista

Nada mais coerente seria que Chico Penteado, ufólogo há mais de 10 anos, désse sua palavra e também contribuísse com esse artigo. Fazer uma V.U ou uma vigília ufológica é sem dúvida uma experiência fantástica para quem nunca fez. Para os experientes é uma questão também de compromisso e claro, de muita disciplina e organização. Chico Penteado nos respondeu algumas questões super importantes para se fazer uma vigília ufológica e claro ter maiores chances de ver o que as pessoas querem: Ver objetos não identificados e também outras manifestações.

Entrevista com Chico Penteado na íntegra sobre uma V.U ou Vigília Ufológica

Confiram agora entrevista cedida por Chico Penteado sobre vigília ufológica, tema abordado – O que não pode faltar em uma vigília ufológica?

PontoABC: Como devemos nos preparar fisicamente e mentalmente antes de encarar a vigília ufológica pela primeira vez?

Chico Penteado: Apenas não alimentar expectativas fantasiosas, a mente trabalha muito mais rápido que os próprios Etês… As pessoas ficam imaginando coisas mirabolantes, e na maioria das vezes, sabe o que acontece? Absolutamente NADA! Porque este é um processo lento que consome grande tempo e paciência. É muito parecido com pescar, há dias bons e dias ruins. Na maioria das vezes avistamos uma mera luzinha tímida, ou nada.
O importante para ser atrativo para os Etês é ter uma determinação sincera de fazer contato. Gente curiosa ou que quer obter uma foto sensacionalista geralmente não é atendida. Poucos são aqueles que realmente conseguem ser bem sucedidos em uma vigília, porque estes seres sabem se as intenções são sinceras, porque são capazes de ler pensamentos através das ondas cerebrais, e não respondem se não houver a máxima seriedade.

PontoABC: Que tipo de roupa devemos estar usando, que objetos? Qual tipo de equipamento?

Chico Penteado: A roupa depende do clima, algo que você usaria para ir ao mato no local onde estiver.Geralmente roupas fechadas e de frio, botas se possível. Não há problema em levar comida e bebida não alcoólica. Também levo umas cadeiras e panos para sentar no chão, quando possível.
O assunto “equipamento” depende mais do que você pretende. Não há problemas em levar binóculos ou luneta, mas câmera fotográfica é outra estória. Levar câmeras ou filmadoras é algo discutível. Porque estes seres não querem ser fotografados na maioria das vezes, e se você deixar uma câmera armada, nada aparecerá com certeza.
Na verdade, eu levo uma câmera bem simples, que deixo no bolso. Quando algum objeto fica parado por longo tempo ou se move lentamente, eu às vezes peço permissão mental e bato uma foto se o brilho do objeto não diminuir. Ou seja, nessas horas, pergunto mentalmente:
“-Posso guardar uma recordação deste momento? Se a resposta for sim, mantenhao brilho, se for não, diminua o brilho…”.
Mas em 90% dos casos o objeto esmaece ou apaga, indicando que não deveria fotografar. Assim, com o passar do tempo eu perdio hábito de tentar fotografar e prefiro ter a amizade deles e tentar forçar uma situação batendo uma foto para mostrar por aí para as pessoas. A escolha é de cada um.

PontoABC: Paciência não pode faltar em uma vigília ufológica para podermos ver alguma coisa ?

Chico Penteado: Paciência é tudo, tentei calcular meu tempo em vigília ufológica e pelos meus cálculos, tenho umas 1500 horas trabalhadas… Nesses nove anos, eu devo ter visto uns 50 ufos, que dá uma média de um ufo a cada 31 horas de vigília ufológica, sendo que eu ficoentre 6 a 8 horas parado no escuro e no frio, vendo um ufo a cada 4 ou 5 vigílias em aproximadamente. O que você me diz desses cálculos? Desanimadores?
Realmente, isso é só para quem quer muito, muito mesmo.

PontoABC: Durante uma vigília, qual a quantidade máxima de pessoas que podem ir para não atrapalhar o contato?

Chico Penteado: Quanto menos,melhor, e o melhor mesmo é você sozinho/a. Porque você não sabe se os outros são tão sérios quanto você, mas os Etês sabem…

PontoABC: Qual é o melhor horário para ir à uma vigília ufológica?

Chico Penteado: Sugiro começar um pouco antes do anoitecer, porque o horário do anoitecer é um momento de pico de avistamento, e ficaro quanto você aguentar. Eu geralmente fico até umas duas da manhã.
Mas, novamente, isso depende da reputação da região. O importante é perguntar para a população rural local a que horas aparecem as luzes, as “mães-do-ouro”, os “aparelhos d’outro mundo”, ou seja, lá como eles chamam isso no local.
O horário de aparição das luzes estranhas pode variar de região para região. Em certos lugares começa cedo, em outros, só na alta madrugada. Penso particularmente que em áreas próximas a centros urbanos elas agem mais tarde da noite, e em áreas mais remotas eles tendem a começar mais cedo,mas isso varia. Fale sempre com os caseiros, fazendeiros, vaqueiros, etc., da região. Estes são os verdadeiros ufólogos que sabem das coisas e encaram aquilo com a maior naturalidade, que é como deve ser encarado.

PontoABC: É imprescindível recitar algum mantra ou “falar alguma coisa” para que a energia do local fique em sintonia com o objetivo,no caso, ver naves ou algum fenômeno causado por algo não terráqueo ?

Chico Penteado: Bem certa cultura espiritual mínima parece ser necessária parao contato. Nunca vi ufos quando estava agitado, nervoso, saindo de uma briga ou uma relação sexual. Por isso medito uma hora antes da vigília começar. Cada um tem seu modo de desacelerar as ondas cerebrais e entrar no estado zen, no estado meditativo, digamos assim. Vai de cada um, dentro dos seus costumes.
No mais, sou vegetariano há 27 anos, talvez isso faça uma diferença. Sem dúvida faz diferença na qualidade da minha meditação e no meu corpo karmico, mas aí nós entramos no campo da filosofia oriental, do budismo, da yoga…
Há grupos ligados ao espiritismo ou à ufologia mística que marcam encontros com as naves e os Etês em dias e horas predeterminados, oque eu acho maravilhoso. O antigo grupo RAMA agia assim, mas infelizmente nunca consegui encontrar um grupo de médiuns dispostos a fazer isso. Assim, vou por tentativa e erro, simplesmente indo ao local de vigília sempre que possível, exceto em noites de céu nublado, chuvoso ou noites de lua cheia, que atrapalham a visualização.

PontoABC: Não pode faltar em uma vigília ufológica um lugar certo para poder fazer isso? ou qualquer lugar pode ser feito uma vigília?

Chico Penteado: Área rural, quanto menos gente melhor, nada de cidades ao fundo, se houver uma cidade visível do local da vigília, como as luzes misteriosas vão se manifestar sem chamar a atenção das pessoas na cidade? Lembre-se que este é um encontro sigiloso. Também se devem evitar casas de área rural por perto, ou seja, evitar quem esteja passando por ali por acaso sem saber que vocês estão fazendo isso.

PontoABC: Existe idade mínima para começar com a vigília ufológica? Crianças podem ir ou somente adultos?

Chico Penteado: Eu não permito menores de idade a não ser que tenham a permissão dos pais, ou estejam acompanhado deles, porque é comum adoecer após uma vigília por efeitos radioativos ou eletromagnéticos que não conhecemos bem. Mas já vi pais levarem bebezinhos para uma vigília, temos que respeitar os pais da criança nestes casos.

PontoABC: Para quem já é experiente em vigília ufológica, qual seria o seu recado que a maioria talvez não conheça para poder fortalecer o contato em uma vigília?

Chico Penteado: É simples, reúna pessoas que já foram abduzidas, ou pelo menos já viram ufos na sua vigília e as chances de algo acontecer vão aumentar imensamente! Evite levar pessoas “virgens” que nunca viram nada, deixe que os Etês apareçam para elas primeiro na forma de sonhos, avistamentos de luzes, etc. lembre-se que são eles que escolhem quem recebe contato, não você.

PontoABC: E para finalizar, o que não se deve levar em uma vigília ufológica?

Chico Penteado: Não se deve levar gente debochada, curiosa, cética, gente que quer ter uma experiência só por achar aquilo “exótico”, “diferente”, jornalistas com intenções sensacionalistas, caçadores de matérias para a TV,enfim, pessoas sem intenções sinceras de aprender com os Etês. Se você fizer isso, provavelmente perderá a noite.
O contato extraterrestre é ultraseletivo, e se você irritar os seres, eles não vão aparecer para esta pessoa inoportuna e talvez nem mais para você. Para eles, é simples, eles podem voar em modo de invisibilidade e nunca mais se fazer visível para você se você os aborrecer. Estes seres são muito, muito exigentes. Muito mesmo.

Mais informações sobre o entrevistado

Chico Penteado Ufólogo

Chico Penteado Ufólogo

Quem deseja saber mais informações sobre Chico Penteado que é pioneiro em ufologia, conhecido nacionalmente e também experiente durante anos em vigília ufológica poderá contatá-lo através do e-mail: chicopenteado@yahoo.com.br ou então visitando seu blog conversando com os reptilianos

Como as pessoas ganham dinheiro na Internet
como-ganhar-dinheiro-com-a-internet
Postagem publicada em
e atualizada em 10 de julho de 2013
Postado por Rodrigo Martinelli
Postado em: Artigos, Como, Curiosidades, Diversos, Dúvidas, Fazer  
Tags: , , ,

2 Respostas para Vigília Ufológica – O que não pode faltar – Chico Penteado entrevista

  1. Chico Penteado disse:

    Òtimo, obrigado pela psotagem, qualquer perguntaestou a disposição no Facebook ou em chicopenteado@yahoo.com.br

    • MARIA CECILIA disse:

      MUITO BOM CHICO…..PARABÉNS….
      AGRADECIDA PELO SEU COMENTÁRIO….
      QUE SEUS PROPÓSITOS SEJAM SEMPRE ATINGIDOS…
      BEIJOSSS
      CIÇA BERRO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PiPo-Smart-S1-Pro-7-Frontal