TAG: Custo

O Custo de um produto é dado pela função C(x)=x²-20x+36

O Custo de um produto é dado pela função C(x)=x²-20x+36, em que x é a quantidade de produtos produzidos. Qual é a quantidade de produtos que deveria ser produzida para que conforme essa função não houvesse custos

Resposta da pergunta

Temos que igualar a função custo a 0.

Então:

x² – 20x + 36 = 0

Como é uma equação quadrática, basta tirar as raízes.

Por soma e produto temos:

18 e 2.

Então o mínimo que deveria ser produzido seriam 2 unidades do produto para que não houvesse custo. Ou senão 18 unidades do produto para que a equação se iguala-se a 0.


Uma fábrica de chinelos verificou que

Uma fábrica de chinelos verificou que, quando se produzem 700 chinelos por mês, o custo total da empresa é de 8.500,00, e quando se produziam 1.500 chinelos mês seu custo era de 16.500,00. Se C é o custo mensal e x e o número de chinelos produzidos no mês e a capacidade máxima de produção da empresa é de 5.500 chinelos por mês, qual o valor do custo máximo mensal?

Resposta da pergunta

Temos que:

y = ax + b

8500 = a700 + b
16500 = a1500 b

Um sistema. Agora podemos descobrir o coeficiente angular e o termo independente.

-8500 = -a700 – b
16500 = a1500 + b

8000 = a800

a = 10

Se a = 10 então:

8500 = (10)700 + b
8500 = 7000 + b

b = 8500 – 7000

b = 1500

A função custo é:

C(x) = 10x + 1500

Se a capacidade de fabricação da empresa é de 5500 chinelos por mês, então o custo mensal é de:

C(5500) = 10(5500) + 1500

C(5500) = 56500

Resposta: O custo mensal com a capacidade máxima é de R$56.500,00


Construir mais um cômodo na sua casa – Como fazer

Se você deseja fazer uma ampliação em sua casa e não sabe como agir da melhor forma possível, iremos esclarecer como proceder em todos os aspectos para que não surjam situações ruins que poderiam ter sido evitadas (imprevistos aos que nunca ampliaram a própria casa) e também, em primeiro plano, devemos contratar uma empreiteira/construtor civil autônomo, ou você mesmo possa fazer o trabalho. Mas, devemos estar cientes que o trabalho feito precisa ser de qualidade, que não resulte em algo mal feito. Se você não tiver o dinheiro suficiente para contratar uma empreiteira, daremos então dicas de como proceder quando você mesmo pode construir o cômodo na sua casa ou então contratar os serviços de alguém através de contrato e meios legais com o objetivo de cumprimento do contrato, prazo e também da sua parte, o pagamento referente ao que foi orçado.

Também iremos efetuar alguns cálculos com relação ao material que você deverá comprar de acordo com o tamanho do cômodo que deseja fazer em sua casa. Outros cálculos referente ao material e também as perdas e imprevistos também devem ser considerados. Vamos ao artigo.

Índice – Construir mais um cômodo em minha casa

Ampliação de casa – Antes de começar o que fazer?
Quem deve ampliar sua casa?
Como estar dentro da lei com a ampliação?
A parte financeira: Material, empreiteira, autônomo ou você.
Os imprevistos, como agir nessas situações?
Pós obra, o que mais deve se preocupar ou fazer?

Ampliação de casa – Antes de começar o que fazer?


Primeiro, você já foi à prefeitura de sua cidade regularizar a ampliação? Se você não fizer isso você estará sujeito a denúncia por parte de vizinhos que podem não querer a ampliação. Geralmente essas denúncias partem de vizinhos que não querem que você faça por exemplo um sobrado (que dê para ver a rua toda). É raro esses casos, mas isso pode acontecer, por mais “bonzinhos” seus vizinhos sejam. Se a prefeitura aprovar o alvará da ampliação, excelente, mãos à massa. Isso vai renovar a planta da sua casa e também estará legalizado na prefeitura da sua cidade.
ampliar-casa-ampliacao-imaginaria
Mas quem pode fazer esse trabalho? com o auxilio do engenheiro civil você pode resolver esse problema. Contrate um engenheiro civil para desenhar a planta no autoCAD e emitir o documento correto de ampliação para a prefeitura. Além disso ele estará disposto a projetar a ampliação da melhor forma possível em conjunto com os construtores e os custos com materiais serão controlados. O engenheiro civil é super importante. Se você não contratar um, com toda a certeza, vai ter problemas, principalmente com o alvará de construção. Também temos a questão da aprovação da prefeitura com relação a sua ampliação, se ela aprovar, ai sim, é possível dar continuidade a obra, mas é pouco provável que a prefeitura não aprove uma ampliação ou reforma simples como a construção de um cômodo na sua casa. Se você contratar uma empreiteira, eles podem fazer tudo isso duma vez só, porém os gastos serão maiores ao contratar uma empreiteira para algo simples que é construir mais um cômodo. De qualquer forma há várias opções de se iniciar a construção, use do bom senso e as coisas irão fluir.

Quem deve ampliar minha casa?


Bom, se você não quer fazer a ampliação após ler a primeira dica acima, então deve contratar um construtor civil. Geralmente um construtor civil pode trabalhar mediante contrato ou então você “paga aos poucos conforme ele faz a obra”. Nesse último caso, trata-se de um trabalho informal, ele deverá emitir o ISS pelo serviço que ele está prestando, por conta do dinheiro recebido pelo serviço prestado. Mas, geralmente uma obra de ampliação pode levar um mês e o preço cobrado pelo construtor informal é muito abaixo do que seria necessário para pagar ISS. Deixo claro aqui que esse “problema não é seu” e sim de quem recebe o dinheiro da construção. Ele, por lei, deve pagar o ISS. Por exemplo, digamos que a mão-de-obra fique em torno de R$5.000,00. Você dá esse dinheiro, mediante contrato ou “pagando aos poucos conforme o andar da obra” e pede ao construtor autônomo no caso, assinar um recibo de prestação de serviço após entregar o dinheiro ao mesmo. Assim você terá controle sobre o que já foi pago e também terá provas de que pagou.
Ainda sobre o ISS, é ele (construtor civil contratado por você) que vai ao contador e resolve isso (declara como ISS – Imposto Sobre Serviço) e não você. Se houver algum problema com a receita federal ou algo assim, você mostra os recibos com a assinatura do indivíduo para o fiscal e assim você explica para onde foi o dinheiro, mas acredito que, como o valor é muito baixo, é difícil isso acontecer.

Em minha opinião, os construtores autônomos (conhecidos popularmente como informais ou “pedreiros”), que ficam bem mais baratos que contratar uma empreiteira, não trabalham com contrato mediante reconhecimento de firma e também condições/cláusulas de um contrato estabelecido por escrito com o auxilio de alguém capaz de escrevê-lo e emitir esse documento a ser assinado pelo autônomo. Isso é muito simples, o construtor ás vezes se sente mal em assinar algo que ele não entende muito bem o que está escrito em contrato devido as nomenclaturas e também leis, parágrafos e artigos citados no contrato.

Você pode optar por fazer da seguinte maneira: “indo pagando aos poucos conforme a obra anda”. Se o orçamento ficou em R$5.000,00 (por exemplo), e o construtor civil deu a palavra dele que termina a obra em 1 mês, pague então conforme o empenho dele durante a obra do novo cômodo. Tenha em mente que é preciso construir muita coisa e depois rebocar (não deixe o cômodo novo sem reboque, isso é contra a lei).

Depois de muito analisar, você pode optar por você mesmo fazer a ampliação, afinal, a casa é sua, o terreno é seu, então não há lei que possa impedi-lo de fazer um cômodo na sua casa após a aprovação do projeto na prefeitura e já ter concedido o alvará para isso. Outra dica é fazer em tempo coerente o novo cômodo. Não espere, faça o cômodo, assim sua casa ficará de acordo com a nova planta que o engenheiro civil construiu.
obra-em-andamento

A parte financeira – Como fazer?


Quantas vezes você se pegou em uma situação difícil? sem dinheiro? Essas situações devem ser evitadas. No caso de construir um novo cômodo em sua casa (ampliar sua casa) o dinheiro deve estar em mãos e ser bem usado. Por exemplo, se o orçamento da mão de obra ficar em R$5.000,00, acredite, sempre vai ter algum imprevisto ou algo a mais a ser pago, então, acrescente mais R$1.000,00 nesse montante que é proporcional a 1/5 do valor do que foi orçado. Com sua experiência de vida e também experiência com relação a planejamento, tanto financeiro quanto qualquer um, vai, intuitivamente mostrar, quanto a mais você deve colocar (de forma ainda imaginária) nesse montante de R$5.000,00 que foi orçado pelo construtor caso opte por um autônomo fazer a ampliação ou uma empreiteira.
parte-financeira-da-obra

Esteja preparado para qualquer imprevisto, não tire dinheiro do montante que foi destinado a fazer a obra para fazer outras coisas. Lembre-se, há casos de emergência! Imagine se alguém ou você mesmo ficar doente e precisar de uma cirurgia ou algo semelhante que interfira no orçamento da construção? A dica é estar preparado financeiramente para isso também.

Prepare também o seu bolso para eventuais problemas com relação ao equipamento de segurança (caso opte por um construtor autônomo) pois o mesmo pode sofrer um acidente e você é co-responsável por ele. É raro isso acontecer, mas pode acontecer. Não é um empecilho, assim como um obstáculo em construir mais um cômodo na sua casa nessa situação, mas devemos levar em consideração isso.

Além do já falado, fique por dentro dos preços de madeiramento, cimento, tijolo, telhas, tudo que for preciso para fazer o novo cômodo. Saiba onde encontrar com facilidade os fornecedores desses materiais com o objetivo de não depender somente de um fornecedor.

Preocupações depois da obra terminada.

Após a conclusão da obra, muita coisa se passou, muito estresse e também problemas (podem ter certeza disso). Mas, se você seguiu as dicas do presente artigo, problemas maiores poderiam ter ocorrido.

Nessa fase, você deve certificar se há alguma rachadura ou mesmo algum problema no reboque após dias de Sol e chuva na ampliação da sua casa. O novo cômodo deve estar bem feito, sem nenhuma trinca ou algo que comprometa a estrutura (principalmente se for um sobrado, laje sobre laje com malha e colunas nos cantos são importantes).

Esperamos ter ajudado, qualquer dúvida, deixe um comentário.


4G veio para ficar e vai reduzir preços

Com a chegada da tecnologia de 4G é possível que o 3G fique ainda mais barato para todo mundo. Se pensarmos que o 3G é algo hoje um pouco “caro” para o bolso de diversas pessoas, é possível que nos próximos meses com a grande demanda da tecnologia de quarta geração (4G) possa baratear muito o 3G e isso pode alavancar as vendas desse serviço uma vez que o 4G será muito mais cobiçado pela capacidade de transmissão de dados que o 3G.
E uma outra novidade, segundo a reportagem feita pelo Estadão, acredita-se que até o final de 2019 todas as cidades do Brasil terão tecnologia 3G. Mas esse prazo pode ser antecipado.

Referência externa

4G vai baratear o 3G


Por que devemos reciclar?

A reciclagem é um hábito muito importante para os países, estados e municípios. Por que devemos reciclar? primeiro, a reciclagem motiva a organização do lixo e também a geração de riquezas com ele. Existem produtos feitos com material reciclado como artesanatos e que são aceitos por diversos consumidores.
Reciclar contribui para que as empresas, inclusive de garrafas pets, a utilizarem o material reciclado para refazer a embalagem de seus produtos e até mesmo o uso desses produtos reciclados para fazer o produto como no caso de pneus. Mas também há casos que o uso de produtos reciclados podem ser usados em outros fins, ou, em outros produtos como é o caso do asfalto que também pode ser feito com material reciclado e mantem a mesma qualidade ou até melhor que um asfalto convencional sem produtos reciclados.

Economia que o lixo gera com a reciclagem

O lixo do Brasil é sem dúvidas um dos mais ricos do mundo. Desperdiçamos muitos alimentos e também estamos elevando a quantidade de lixo relacionado a componentes eletrônicos como computadores, celulares e televisores. Com todo esse lixo é preciso gerar a reciclagem para, além de organizar nosso lixo e preservar de serem feitos novos aterros, gerar riquezas.

Muitos empresários ainda não utilizam material reciclado em seus produtos, mas é possível que os mesmos possam utilizar no futuro material reciclado específico para uso no caso de insumos ou outro fim para baratear o custo de produção de seus produtos. Para isso acontecer os municípios precisam criar sistemas de reciclagem eficazes e também de distribuição e tratamento deles para empresas interessadas em comprá-los possam utiliza-los e assim gerar riquezas para o município e também beneficiar a empresa que compra o lixo reciclado para baratear seu custo.


Postado por
PiPo-Smart-S1-Pro-7-Frontal