Você está em:

Por que xadrez na escola

Apesar dos esforços do Estado em melhorar o ensino no nosso querido país é preciso ainda conceber o xadrez como recurso para melhorar de fato a capacidade cognitiva de nossos brasileirinhos e também jovens brasileiros.

O xadrez na escola é uma arma contra a indisciplina e falta de aprendizagem

Sim, isso é fato. Se pegarmos países onde há o xadrez como disciplina obrigatória veremos que esses países estão mais bem colocados em questões de “nota geral”. Armênia por exemplo é um país que adotou o xadrez nas escolas de forma obrigatória e hoje a Armênia consegue vencer potências do xadrez como a Russia e China. A Armênia é também um país de bons alunos.
Tudo indica que o xadrez contribui para que uma nação tenha pessoas cada vez mais capacitadas.

Kasparov afirma que xadrez melhora o desempenho escolar

Xadrez jogo de tabuleiro
Recentemente Kasparov deu uma entrevista no programa do Jô e contou sobre um experimento que fizeram em uma escola da Alemanha. Em uma classe deram mais aulas de matemática e em outra deram aulas de xadrez e promoveram disputas no jogo. Advinhem? a classe que recebeu aulas de xadrez e promoveu jogos conseguiu melhor desempenho nas aulas e nas provas de matemática que a classe que recebeu apenas reforço em matemática.

Por que ter Xadrez na escola?

Após tantas provas de que o xadrez é bom para melhorar o desempenho escolar é preciso entender também que o xadrez é um recurso barato para as escolas. Sabemos que os recursos para a educação não são altos a ponto de utilizarem outra forma de melhorar o ensino no país mas o xadrez pelo seu baixo custo, (um jogo de xadrez custa por volta de R$20,00), é possível aumentar a visibilidade de nosso país no PISA (Programme for International Student Assessment – Programa para Avaliação Internacional de Estudantes) em matemática.

  • Observações acerca da Armênia

Armênia hoje é considerada um país fortíssimo no xadrez, mas não quer dizer que a obrigatoriedade do xadrez nas escolas daquele país implica no mesmo ser forte no xadrez. É preciso separar o xadrez para educação nas escolas do xadrez profissional.

fonte: Armênia no PISA matemática
e Brasil no PISA

Publicado por Rodrigo Martinelli

Sou Rodrigo Martinelli, formado em administração e matemática.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *