Você está em:

Para que serve um planejamento – Conceito e dicas

As empresas e também muitas pessoas possuem o hábito de fazer um planejamento. Exemplo, quando planejamos ir à praia, pensamos logo no que precisamos levar como filtro solar, roupas de banho, dinheiro, mapa, roupas normais etc… Isso também ocorre com a maioria de nós quando queremos planejar algo diferente.

Outro exemplo é: quando queremos construir uma casa. Nesse caso, em primeiro lugar, precisamos saber onde a casa vai ficar, depois planejamos como será a entrada da casa, os cômodos, o telhado, o chão e depois planejamos a mobilha e outros detalhes. Mas será que realmente planejar tudo isso vale a pena? Vamos analisar um pouco.

Planejamento – necessariamente vai sair conforme o planejado?

A resposta é absolutamente NÃO. Embora haja exceções, o planejamento possui muito que se questionar sobre sua eficácia. Existem casos em que tudo sai fora do planejado, e também existem casos que tudo saiu conforme o planejado. Mas podem ter certeza, na maioria dos casos o planejamento serve apenas como uma bússola ou, em outras palavras, planejamento serve somente para nos orientar. Se desejamos ter tudo “conforme o planejado” temos então que sermos muito bem detalhistas com relação ao que pode acontecer. Prever determinadas situações vai depender de sua experiência, tanto na vida particular, quanto em sua vida profissional. Então, é preciso conhecer muito sobre o que você vai precisar para não ter imprevistos que poderiam ter sido evitados se você tivesse estimulado sua criatividade antes de iniciar o planejamento.

Quanto maior for o planejamento maior será a insegurança sobre sua eficácia.

Se quisermos construir um prédio por exemplo e determinar o tempo da conclusão da obra, a qualidade da obra e também todo o material que vai precisar ser usado do início ao fim teremos um planejamento gigantesco. Quanto maior for o planejamento sobre determinada obra/construção/ação maior será a probabilidade de haver um desvio do que estava no plano. É por isso que voltamos a dizer que é preciso, sem dúvidas, possuir extrema competência e experiência no que concerne ao que será feito e planejado. Fazer um prédio no caso requer inúmeras etapas. Sem o uso do planejamento para cada uma dessas etapas não teremos então um plano bem detalhado do que pretendemos fazer. É aconselhável então “dividir” o planejamento em etapas, porém, isso só é possível de acordo com a experiência de quem está planejando. Há casos em que a falta de experiência é enorme e isso prejudica muito a construção do planejamento e quando o plano está pronto teremos diversos imprevistos na hora da programação ( preparar para colocar a coisa em prática ou o que vai acontecer/ter/fazer no futuro antes mesmo da ação ).

Quanto mais experiente num assunto você for melhor será seu planejamento

De fato, quanto mais conhecer e souber através de outras pessoas o que deseja construir, fazer, ou qualquer coisa que um planejamento sirva, mais eficaz ele será. Tudo pode sair conforme o planejado se conseguir alcançar um nível de detalhe capaz de evitar imprevistos dos quais, em projetos semelhantes alheios ou se comparado com seu histórico de trabalho; poderiam não surgir.

Como lidar com imprevistos em um planejamento

Não existe dizer – É preciso estar “preparado para o imprevisto”. Pois não há como estar preparado para algo que não conhecemos. O imprevisto é sinônimo do desconhecido. O que queremos dizer é que: O que é imprevisto para um não é para outro devido ao nível de experiência e conhecimento de determinado assunto. Quando o planejamento estiver pronto, o plano começa o processo de programação e depois entra em ação ( execução ) e a partir dai saberemos se o planejamento foi bem elaborado ou não.

É ai que surge uma grande discussão – E se o planejamento estiver mal elaborado? a resposta é simples. Isso vai culminar em: imprevistos e muitos problemas a serem resolvidos durante a execução do plano.

Por isso voltamos a dizer, conheça muito bem o que você deseja colocar em prática ( executar, transformar em realidade ) antes de começar um planejamento e segui-lo. O plano precisa possuir detalhes minuciosos para evitar imprevistos que poderiam ocorrer, que muitas vezes tem relação com a falta de conhecimento de quem elaborou o planejamento.

Temos que ressaltar também que há os fatores incontroláveis e os fatores controláveis. Dependendo do que desejamos que tem relação com o meio ambiente em que vivemos, não daria por exemplo para controlar a chuva ou o Sol. Todos os dias o Sol nasce e a chuva pode cair também. O mesmo com as pessoas, as pessoas possuem altos e baixos em suas vidas e quem estiver envolvido na execução do seu projeto pode cometer erros que não estavam dentro do planejamento e isso pode gerar o imprevisto de perdas e atraso na conclusão do plano.

Mesmo que os imprevistos surjam é preciso ser rápido. Estar preparado para revirar-se de um lado a outro com o objetivo de consertar o problema depende somente do condutor da obra – O planejamento, o plano, e assim quem o planejou precisa ser flexível para solucionar o quanto antes o problema que o imprevisto causou e dar continuidade na execução do projeto.

Como começar a construção de um planejamento então?

Fluxograma planejamento como funcionaIsso vai depender do que você irá planejar construir/fazer. Existem situações onde não dá para começar do começo. É preciso primeiro pegar a segunda etapa que está no plano e fazê-la primeiro e dar continuidade ao restante ou então começar de outra etapa pois se colocássemos essas etapas como primeira a ser feita, o fluxograma do plano ficaria desordenado por depender de outras etapas para ser concluída.

As vezes construir/fazer alguma coisa não funciona como subir uma escada degrau por degrau com o objetivo de chegar até o próximo patamar, muitas vezes é preciso fazer uma etapa pela metade e começar outra. Esse fluxo se dá devido à dependência existente da etapa que ficou pela metade para que a próxima etapa seja feita e concluída. Exemplo? imagine construir uma casa sem esperar o cimento secar? a casa cairia. Imagine construir uma viga de concreto e não esperar o tempo de secagem para poder tirar as tábuas de escora e furá-las para depois embutir uma viga com o objetivo de fazer uma laje e dar continuidade a etapa do planejamento ? Imagine então se a estrutura de um prédio não estiver bem entrelaçada com ferros e a concretação do mesmo se iniciar? seria um desastre. Por isso é preciso analisar muito bem esses detalhes e calcular o tempo e o trabalho a ser feito antes de completar a ação de uma das etapas do planejamento.

É claro que os engenheiros no caso fazem um planejamento bem detalhado para que esses detalhes não caiam nessa desordem. Eles embutem tudo nas etapas, tornando elas ascendente e jamais depender metade da conclusão de uma e poder concluir outra etapa, isso poderia gerar custo e tempo para o engenheiro civil no caso. Existem diversas formas de encaixar todos esses detalhes em uma etapa, caberá ao projetista saber como fazer isso.

Qual a diferença entre plano, planejamento, programação e execução?

Como já abordamos o que é um bom planejamento e um mau planejamento, fica subentendido que um plano é o planejamento pronto e o planejamento é o processo de criação de um plano para executar uma ação. A ação por sua vez é o que foi definido na programação ou, a execução do plano na prática antes da própria ação. Segue então um fluxograma da seguinte forma para se fazer algo com o uso do planejamento:

Planejamento->Programação->Execução

Para melhor entender o conceito da programação, podemos definir programação como: o que vai ter/acontecer/fazer antes de usar a ação para alguma coisa com o objetivo de iniciar o que está no plano. Ou seja, a programação define o que vai ser feito no futuro.

Como as pessoas ganham dinheiro na Internet
como-ganhar-dinheiro-com-a-internet
Postagem publicada em
Postado por Rodrigo Martinelli
Postado em: Artigos, Como, Curiosidades, Diversos, Dúvidas, Funciona, Para que  
Tags: , , ,

2 Respostas para Para que serve um planejamento – Conceito e dicas

  1. […] isso significa que você terá que criar planos para o futuro de sua organização, lembre-se, planejamento só serve para nos orientar e isso significa exatamente que nem tudo que planejamos ocorre. Então, pés no chão para fazer o […]

  2. […] situações onde precisamos planejar antes de agir. Mas espera ai, onde entra a programação? E o que é planejar?. Bom, planejar pode ser definido na seguinte afirmação: “É uma forma que adotados para […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PiPo-Smart-S1-Pro-7-Frontal