Você está em:

Entrevista Cassyah Faria hipnoterapeuta – Curiosidades sobre Hipnose


hipnoseQuem gosta do assunto, vai adorar ler essa entrevista cedida por Cassyah Faria que é Hipnoterapeuta e que inclusive faz hipnoses online. A hipnoterapia, segundo Cassyah é uma forma de cura através de uso de métodos não convencionais como medicamentos orais e também cirúrgicos. Relata também Cassyah que a hipnoterapia é sem dúvida uma das soluções para quem possui muito medo e problemas psicológicos como depressão. Mas o curioso disso tudo é que está ligado também a ufologia, muitas pessoas procuram seus serviços para saber se já foram abduzidas por extraterrestres durante uma noite de sono por exemplo.

Veja na íntegra a entrevista por Cassyah Faria ao PontoABC

PontoABC: Gostaríamos de saber qual é o objetivo da hipnoterapia.

Cassyah: A Hipnoterapia usa das técnicas da Hipnose para realizar o processo de tratamento de diversos sintomas. Muitas das doenças que se apresentam em nosso cotidiano são resultados de causas mentais/emocionais, o que é denominado como doenças psicossomáticas.
Com a Hipnoterapia é possível impedir os sintomas, além de investigar mais a fundo as razões da existência dos sintomas possibilitando o tratamento das causas reais dos problemas. A Hipnoterapia é uma ferramenta que auxilia a própria pessoa a encontrar suas respostas e assim sua cura.

PontoABC: Quando é que você começou com hipnoterapia. Existe curso para isso, é um dom que a pessoa possui para exercer ou existe os “escolhidos” para isso?

Cassyah: Eu me considero uma “autodidata”, pois desenvolvi a aplicação da hipnose de forma espontânea. Mais tarde fiz cursos de hipnose, fiz também curso técnico em psicanálise, mas verdadeiramente o que sempre apliquei nas sessões é algo muito diferenciado. Reencarnacionista que sou acredito em dons latentes que desenvolvemos ao longo da evolução pessoal, mas não me vejo como uma “escolhida”, talvez como um instrumento de uma ferramenta que deva ser utilizada com parcimônia e propiciando ao outro que encontre o seu caminho de evolução de forma mais direta e objetiva.

PontoABC: Vimos no seu site www.hipnoterapia-online.com que é possível ser hipnotizado através da Internet, usando o skype e com simples fone de ouvido. É a mesma coisa ao vivo ou possui diferenças? qual é o melhor?

Cassyah: Não há diferença, o que vale é a experiência do profissional. Muitos me fazem esta pergunta, mas isso já é uma prática bem utilizada nos USA e Europa, principalmente nos grandes centros, onde o trânsito é caótico como aqui na minha cidade de São Paulo.
Tenho 20 anos de profissão e há 3 atendo somente com consulta online e o que me levou a isso, foi a grande procura pelo atendimento de brasileiros de outros estados, brasileiros fora do país e os portugueses, tendo em vista as muitas entrevistas em rádio e TV, etc. Viajei muito pelo Brasil para fazer atendimento, mas não era viável, então a consulta on line foi a saída encontrada por mim. Hoje o nome comumente usado é “Cyberdivã”, ou seja a pessoa faz a sessão no conforto da sua casa/local. Posso ter sido pioneira nisso aqui no Brasil, mas hoje já existem vários psicoterapeutas, psicólogos, terapeutas, etc. , com atendimento online. Tanto que quando busquei o domínio do meu site só consegui o pontocom e ainda com um traço separando o online, todos os domínios de consultas online estão registrados, por aí já se pode perceber que isso será uma prática comum e aceita pelos pacientes muito em breve.

PontoABC: Que tipo de gente comumente procura seus serviços?

Cassyah: Com relação a Hipnoterapia, os que mais a procuram são pessoas com problemas emocionais, de relacionamentos, financeiros, saúde, medos, vícios, enfim é um leque grande de possibilidades.
Já na hipnose regressiva é mais procurada por pessoas que têm conflitos internos, sonhos recorrentes lúcidos de algo ou lugar, saída do corpo espontâneas, contato visual com seres desconhecidos, etc.

PontoABC: E os pacientes com problemas psicológicos como esquizofrenia, depressão, sindrome do pânico, é possível fazer hipnoterapia? Se sim, quando um paciente que pode possuir esquizofrenia fizer hipnoterapia é possível distinguir o que é real e o que não é? nos casos de abduções astrais quando a pessoa é pega no quarto dela por um E.T, uma mente esquizofrenica pode criar isso, não é mesmo?

Cassyah: A hipnose não pega na pessoa que tem qualquer psicopatologia psíquica (doença mental), e o profissional na consulta (anamnese) já pode diagnosticar o perfil de um esquizofrêncio facilmente.
Os com sintomas de síndrome do pânico (síndrome não é considerado doença psíquica porque tem cura), transtorno bipolar, TOC, etc., podem se submeter a hipnose desde que não estejam fazendo uso de antidepressivos ou qualquer medicamento de “tarja preta” ou ainda antiialérgicos, podendo sob liberação médica fazer a sessão deixando de usar o remédio por dois dias seguidos.

PontoABC: Qual é o percentual de pessoas que dá para dizer com toda certeza que realmente tiveram abdução astral das pessoas que você já aplicou hipnoterapia?

Cassyah: 100%. As que de fato tiveram abdução na hipnose regressiva elas são levadas ao momento da abdução e ali revivem todo o acontecimento, mas há também aquelas que apenas têm os sintomas de abdução e ao fazer a regressão de memória (começando da barriga da mãe) ano a ano de vida, chegamos ao momento que houve a abdução. Este na verdade é o mais comum de acontecer, pois segundo observei ao longo das sessões, o abdutores apagam as memórias dos abduzidos, mas isso fica registrado no seu subconsciente e ele pode ter flashs, visões, sensações entre outros sintomas.

PontoABC: A hipnoterapia, além de conseguir saber o que ocorreu com a pessoa em momentos em que ela não se lembra, quais são os principais benefícios da hipnoterapia? Serve também como tratamento de doenças físicas, psicológicas ou até mesmo para melhorar a energia da pessoa?

Cassyah: A Hipnoterapia é uma ferramenta útil para o tratamento de problemas de ordem psicológicas e físicas.

A Hipnoterapia possui muitas aplicações, tais como:

Alergias – Ansiedade – Autoestima – Autoconhecimento – Disfunções Sexuais – Dores Estresse – Estudos – Fobias – Insônia – Problemas de Ordem Alimentar – Problemas de Ordem Comportamental – Problemas de Ordem Dermatológicas – Problemas de Ordem Pessoal – Problemas de Ordem Respiratória – Síndromes – Relaxamento, etc.

O entendimento de nossos comportamentos, formas de pensar trazem um grande significância para compreensão e entendimento de nós mesmos, de nossa personalidade. A análise cuidadosa pode revelar muitas coisas sobre nós mesmos. A Hipnose regressiva pode contribuir de forma significante para buscar as origens de comportamentos e crenças, concebendo uma compreensão do porque elas existem e de como e porque somos como somos. A Hipnoterapia é uma técnica onde é possível acessar memórias esquecidas pela mente consciente. Com está técnica é possível realizar a investigação de sintomas para descobrir suas origens. A hipnose regressiva também é uma forma de autoconhecimento, uma viagem para dentro de si mesmo.

PontoABC: Qual foi a hipnose mais supreendente?

Cassyah: Todas são muito surpreendentes, não saberia descrever uma única. Além da regressão a vidas passadas, regressão de memória, abdução, etc., há também durante uma sessão a possibilidade de contato com entes queridos dessa vida, já falecidos. Isso acontece numa frequência Teta (4ª dimensão).
Essas sessões costumam ser a mais surpreendentes, pois a pessoa vê e interage com o desencarnado e na grande maioria das vezes é um contato de muita emoção, onde as pessoas resolvem pendências afetivas, praticam o entendimento, perdão e aceitação. Muito comovente nos casos de mães que perdem seus filhos repentinamente em acidentes, ou acontecimentos semelhantes.

PontoABC: Famosos procuram seus serviços?

Cassyah: Quando comecei e fazia programa de televisão semanalmente, sim atendi alguns famosos, inclusive jogadores de futebol, hoje diria que tenho atendido pessoas importantes dentro do cenário político, etc.

PontoABC: Existem sintomas característicos manifestados pelos abduzidos?

Cassyah: A diferença entre um hipnólogo e um hipnoterapeuta é que o segundo atua nos traumas ocasionados pela abdução não permitida.

Existem sintomas característicos manifestados pelos abduzidos:

– sensação geral de vulnerabilidade, principalmente à noite;
– medo de escuro e de ficar sozinho à noite, dormir com a luz acesa (quando adulto).

– pesadelos e sonhos de estar em naves, ou enclausurado.

– Irritações na pele, cortes, furos ou outras lesões podem surgir da noite para o dia.

– Sangramentos nasais, queixas urológicas ou ginecológicas,
além de dificuldade urinária durante a gravidez e sintomas gastrointestinais persistentes.

– Gravidez interrompida e implantes deixados nos corpos dos abduzidos, principalmente do lado esquerdo do nariz, por isso o sangramento nasal.

Normalmente esses sintomas aparecem após a abdução, mas a grande maioria não se lembra do acontecimento, e os médicos também não encontram uma causa atuando apenas nos sintomas o que não evolui para a cura.

PontoABC: E para finalizar, qual é o futuro da hipnoterapia, que mudanças, quais instrumentos serão utilizados no futuro, qual seria a expansão dessa atividade?
Há muito que ser explorado ainda ou há limitações e já esses limites foram alcançados?

Cassyah: A Hipnoterapia é uma terapia alternativa e portanto não reconhecida pela ciência, e se não é reconhecida pela ciência, ela não existe oficialmente e será sempre vista como uma coisa menor. O que seria da profissão de anestesista e suas drogas se voltasse o uso da hipnose como ferramenta para colocar a pessoa para dormir? São muitos interesses corporativos que não permitiriam o avanço desta e de qualquer outra terapia alternativa, a menos que a ciência tome-as para si.
No campo de ação da hipnose propriamente dita, a limitação é a do próprio ser humano, levando para uma escala superior a técnica de hipnose que os extraterrestres dominam é muito mais avançada do que aquela que praticamos por aqui, e a medida que vamos aumentando nossa capacidade mental e cognitiva, o céu não é mais o limite.

Entre em contato com Cassyah Faria

Cassyah Faria

Cassyah Faria Hipnoterapeuta

Quem quer saber mais sobre o trabalho de Cassyah Faria poderá entrar em contato com a mesma através dos endereços www.hipnoterapia-online.com – contato@hipnoterapia -online.com

E também temos seu livro em – “Conversando com os Extraterrestres” http://www.agbook.com.br/book/124654–Conversando_com_os_Extraterrestres

Postagem publicada em
e atualizada em 6 de junho de 2012
Postado por Rodrigo Martinelli
Postado em: Artigos, Curiosidades, Diversos, Famosos, Notícias, Pessoas  
Tags: , ,

2 Respostas para Entrevista Cassyah Faria hipnoterapeuta – Curiosidades sobre Hipnose

  1. Cassyah Faria disse:

    Agradeço o convite para a entrevista, as perguntas foram pertinentes, adorei respondê-las e espero ser útil aos leitores.

    Cassyah Faria.

    • Paulo Marra/Etiene Silva disse:

      Cassyah boa noite!
      Quando vi seu nome lembrei de minha mãe que também assina Faria,família portuguesa e isso me tocou muito.Também sou psicologo e minha esposa (Administração), recentemente me apresentou você através de um vídeo e hoje estamos sempre buscando conhecer todos os seus lançamentos na internet e assim viramos seus fans,somente faltam as carteirinhas.
      Gostaria de saber se você da supervisão para algum grupo de terapeutas em São Paulo-SP/Brasilia ou cidade mais próxima, onde eu pudesse estar me encaixando, porque esse assunto também muito me interessa! Gostaria de saber também se já existe no Brasil Centro de estudo e especialização/formação em Hipnose tal como a Psicanálise, Psicodrama, etc.
      Moramos em Coromandel-MG.
      Os nossos agradecimentos por estarmos falando com você.
      Paulo e Etiene.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *