Categoria: Jogos

Como fazer uma boa abertura no xadrez

A maioria dos enxadristas se preocupam com a abertura no xadrez, qual a melhor abertura, qual abertura tem maior vantagem, que variação usar etc.

Primeiro, a verdade sobre uma boa abertura no xadrez é saber muito sobre a variação que escolher ou então calcular muito bem uma inovação viável na abertura (aquilo que não está em livros ou na Internet) e assim obter algo novo na abertura e fazer seu oponente pensar bastante antes de mover uma peça.

Vamos avaliar com detalhes algumas aberturas convencionais e ver que é possível sim inovar na abertura e fazer um jogo diferente e bem calculado.

Veremos então as principais aberturas do xadrez.

Abertura – Inove sempre, não faça a mesmice

Que tal iniciarmos a partida com e4.

abertura-e4-analise-xadrez

A abertura e4 serve para que? Precisamos entender as aberturas. Já no primeiro lance, afinal o que é e4 na abertura no xadrez e no primeiro lance de brancas?

Resposta: e4 posiciona já um peão no centro do tabuleiro e libera as diagonais da dama e do bispo na casa branca. Negras devem responder à altura para barrar essa agressividade do e4.

Que tal negras responder com e5?

negras-respondem-com-e5-apos-e4-de-brancas

Automaticamente temos Cf3 e Cc6 que o servem para ameaçar capturar e5 e Cc6 defender e5. Ao mesmo tempo brancas e negras desenvolvem os cavalos.

Cf3-Cc6-apos-e4-e-e5

Nesse momento podemos escolher uma abertura espanhola ou italiana.

abertura-espanhola

Ou italiana

Abertura Italiana – Bc4

abertura-italiana

Vamos optar por uma abertura espanhola e seguir com uma variação em que não precisemos trocar peças como é o caso de a6 e depois Bxc6.

Abertura Espanhola – Bc4

abertura-espanhola-a6-Ba4

Por que decidi fazer essa variação? Simples, o fato é que é a variação que mais conheço e é esse o ponto chave de se fazer uma boa abertura, é fazer aquilo que você mais sabe, porém, com algo novo já no início. Até agora nada de novo foi feito na abertura, mas a partir desse momento podemos criar diversas situações onde brancas e negras fiquem em uma posição de jogo diferente das variantes manjadas.

Poderia fazer outras coisas antes desses primeiros lances na abertura como mostraremos a seguir:

Abertura Pirc ou Defesa Pirc

abertura-d6-defesa-pirc

defesa-pirc-abertura

A Defesa Pirc é muito usada entre os melhores jogadores de xadrez do mundo.

Podemos usar a defesa Pirc e criar algo novo e viável. Após essa sequência 1. e4 d6 2. d4 Cf6 3. Cc3 podemos fazer e6 ou Cd7. A variação mais comum é 3 … g6 depois podemos fazer 4. Bg5 Bg7.

Você escolhe a qual você mais assimilar e assim poderá obter vantagem perante seu oponente.

Defesa Caro Kann como executá-la

defesa-caro-kann

defesa-caro-kann-d4-d5

A defesa Caro Kann é bastante usada contra e4. Podemos inovar um pouco com 3. Cc3 dxe4 4. Cxe4 Bf5 5. Cg3 Bg6 6. Cf3 ou Be2 segue com Cf6 ou e6

A defesa Caro Kann possui diversas variações, procure estudar um pouco de variação da Caro Kann antes de começar uma boa abertura no xadrez com ela.

Defesa Siciliana – Uma das mais usadas contra e4

defesa-siciliana-muito-usada-contra-e4

Defesa francesa – uma boa abertura para negras

defesa-francesa-uma-das-mais-usadas-contra-e4

Variação da abertura d4 – Nimzo-India e India do Rei

São diversas as aberturas com a abertura d4. Vamos falar das principais: Nimzo-India e India do Rei.

defesa-nimzo-india

defesa-india-do-rei

Fazer uma boa abertura no xadrez – Conclusão

Vimos diversas aberturas nesse artigo sobre xadrez. Aprendemos então alguns lances improvisados com base no cálculo que são viáveis e pode fazer a diferença para o jogador vencer uma partida. Mas, a dúvida maior que paira é se todo esse conteúdo valeu a pena, pois, se você não tem a capacidade de cálculo bem desenvolvida então esse material só agregou memorização das aberturas e não o entendimento delas.

É preciso entender a abertura no xadrez (que só quem tem uma capacidade de calculo desenvolvida consegue) para se conseguir aprimorar sua capacidade de calculo no jogo e posteriormente ter um meio e final de jogo forte.


As dúvidas mais frequentes no xadrez

Elaborei algumas perguntas e respostas das mais frequentes dúvidas no xadrez para sua evolução no xadrez.

Com as questões a seguir respondidas acredito que vai agregar ao enxadrista alguma coisa relacionada ao xadrez.

São 12 perguntas mais frequentes no xadrez para serem respondidas com bastante cautela, vamos ver.

Perguntas frequentes no xadrez

  • Qual é a melhor abertura no xadrez ?
  • A melhor abertura é aquela que você mais sabe sobre ela. Não adianta usar algo novo sendo que você não vai saber usar direito.

    Saber com antecedência o que irá jogar no começo do jogo é imprescindível.

  • Como jogar de negras no xadrez ?
  • Você precisa saber jogar de negras no xadrez, para isso assista ao vídeo:

  • Xadrez é lógica ?
  • Xadrez tem sua parte lógica, porém, essencialmente xadrez é arte em minha opinião.

  • Como calcular no xadrez ?
  • Poderá entender melhor como calcular no xadrez vendo este vídeo:

  • No jogo se usa comer ou capturar ?
  • No xadrez ás vezes as pessoas dizem comer ou come determinada peça, mas na verdade é capturar ou no máximo tomar a peça.

  • Como aplicar um tático ?
  • Para entender melhor como aplicar um tático veja este vídeo:

  • O que é ganhar ou perder qualidade ?
  • Quando você tem a possibilidade de trocar uma peça de valor menor com uma de valor maior você então ganha qualidade.

  • Como jogar meio jogo no xadrez ?
  • Você necessita entender o todo do xadrez e você fará, além de um meio jogo, uma boa partida.

    Compreenda princípios estratégicos no xadrez e você entenderá o meio jogo.

  • Como jogar final de jogo no xadrez ?
  • O final de jogo pode ser estudado com o tabuleiro com apenas reis peões torres ou bispos e cavalos. Se você é principiante comece a estudar dessa forma.

    Mas quem tem mais experiência com o xadrez sabe que final de jogo é a consequência de planos elaborados com antecedência no jogo..

  • Como fazer uma boa abertura no xadrez ?
  • Use aquilo que você mais sabe sobre. Se você está de brancas e sabe variações de e4, então use e4 e uma variação que você conhece.

    Caso o oponente responda diferente da variação então use sua capacidade de cálculo e encontre falhas já na abertura e explore-as.

  • O que é o jogo de xadrez essencialmente ?
  • O jogo de xadrez na minha opinião é ARTE. Muitos dirão que xadrez é lógica, mas não acredito nisso, xadrez é arte e tem sua parte lógica, claro.

  • Como ganhar ou vencer de qualquer jogador no xadrez independente do nível dele, seja ele principiante a Grande mestre ?
  • Leve em consideração duas coisas:

    1-) A maneira como você joga

    2-) Como o oponente joga

    Com essas duas coisas você saberá elaborar planos para criar algo novo e viável e assim vencer o oponente.


    Estudar ou não estudar aberturas no xadrez

    O estudo de aberturas no jogo de xadrez é realmente importante? Uma coisa que muitos acreditam é que saber abertura no jogo de xadrez é essencial para ser um bom jogador de xadrez e assim aumentar o rating no xadrez.

    Mas somente estudar aberturas não basta (todo mundo sabe), é preciso no xadrez estudar final de jogo também e estudar combinações no xadrez.

    Assim começamos mais um artigo sobre xadrez.

    Que importância tem a abertura no xadrez ?

    No xadrez temos diversas temáticas a serem abordadas. Uma delas é o estudo de aberturas.

    Nesse caso temos que fomentar a seguinte ideia: Que importância tem a abertura no jogo?

    Muitos grandes mestres dirão que abertura é importante, mas que final de jogo e meio jogo podem ser mais importantes que a abertura.

    Mas ai temos outra dúvida, se não estudarmos abertura corretamente talvez teremos um meio e um final de jogo catastrófico.

    Devemos pautar nosso tempo em estudar xadrez como um todo, mas também dedicar uma hora extra ao final e meio jogo que em minha opinião são mais importantes que a abertura em si.

    Devemos entender que xadrez a princípio é arte e não lógica, e que xadrez deve ser conduzido com o objetivo de atacar e defender ao mesmo tempo com uso de todas as peças em jogo (incluindo a do seu oponente).

    Saiba articular jogadas com base nessas ideias: Peças do seu oponente, abertura, meio jogo e final de jogo, estratégia, tática, capacidade de cálculo, criatividade e um pouco de sorte e você fará uma boa partida.


    A arte da guerra no xadrez

    A arte da guerra no xadrez. Quem já leu o livro a arte da guerra de Sun Tzu sabe do que estou dizendo. É imprescindível conhecer a arte da guerra de Sun Tzu para aumentar seu nível de jogo no xadrez. Eu digo isso pelo fato do livro conter informações e detalhes que relacionam-se com estratégia e tática.

    Nesse artigo você irá ver com detalhes a minha interpretação do livro a arte da guerra de Sun Tzu para os enxadristas de todos os níveis.

    Estatisticas, proporções, analises e previsões

    Tão/todas as peças do xadrez incluindo o rei em posição favorável a um objetivo estratégico ou tático de acordo com a posição, fora do tabuleiro, antes e depois, é essencial o jogador que conduzirá as 16 peças contra as 16 peças do oponente esteja preparado e pronto antes e durante da partida.

    No caso de se preparar e estar pronto é uma questão fora do tabuleiro. Use os conselhos do seu técnico e saiba filtrá-los da melhor forma possível para determinado oponente e assim contribuirá com seu jogo.

    Esteja preparado para perder, ganhar e empatar. Estude o jogo do seu oponente dias antes de enfrentá-lo. Para isso use dos recursos como Internet para obter os jogos gravados dele.

    a-arte-da-guerra-no-xadrez

    Se você ganhar, não deixe o ego inflar, lembre-se, se você estiver em um torneio terá então que jogar mais partidas e o ego só atrapalha.

    Se você perder, não se deixe abalar, lembre-se que outros jogos virão e você não pode deixar a derrota de um jogo passado tomar conta do seu ser.

    Aprenda com suas derrotas, vitórias e empates. Se empatou e após analisar a partida viu que poderia vencer com lances melhores, não desanime, uma nova oportunidade de jogo surgirá e a vida continua.

    Resumindo, inteligência emocional é primordial.

    Viagens que o enxadrista tem que fazer

    Muitas vezes o enxadrista tem que viajar para poder participar de um torneio. Muitas vezes essas viagens são fora do país de origem e isso pode atrapalhar seu desempenho.

    Saiba corretamente o lugar onde você irá para jogar. Faça um check-list e verifique se tudo está em ordem na bagagem material e na bagagem intelectual.

    Há pessoas inconvenientes nesse torneio? se sim, evite se deixar levar por comentários negativos.

    O clima é frio, quente ou temperatura normal? Prepare-se nisso também com roupas adequadas.

    Dentro do jogo – Dicas

    Calcular bem é essencial. Calcule o máximo que você puder sem interromper. Verifique se suas peças estão em harmonia com ataque e defesa ao mesmo tempo. Saiba o conjunto, lembre-se, xadrez é um todo, não é somente suas peças, mas também as peças do oponente. Portanto o jogo de xadrez é formado inicialmente por 32 peças, e são elas que interferiram no todo de uma forma ou de outra.

    Seja disciplinado em todos os aspectos (inclusive respeitar as regras oficiais do jogo durante uma partida). Não toque em uma peça sem ter a absoluta certeza de que irá movê-la.

    Estude de forma bastante minuciosa as partidas de grandes mestres do xadrez, inove aquilo que seja possível novar dependendo de quem você irá enfrentar nos tabuleiros.

    Seja humilde, não subestime o seu oponente em momento algum. Se caso ele o fizer, pode acreditar que ele se dispersou no ego e isso é uma brecha para sua vitória.

    Seja íntegro, jogue para ganhar mas para aprender também com a vitória, empate e derrota.

    Proporções do tempo de jogo (relógio) e qualidade do lance

    Equilibre os dois. Facilite sua vida e treine sua capacidade de raciocínio lógico. Faça de suas peças uma amiga da outra, ou seja, ajude-as a trabalharem em harmonia para que haja a possibilidade de boas articulações estratégicas e táticas.

    Como prever o jogo? resposta: Saiba tudo sobre seu oponente.

    Jogos jogados pelo seu oponente é uma boa iniciativa para conhecer suas capacidades.

    No jogo, após alguns lances, saiba se seu oponente possui peças ativas em jogo em prol das suas potencialidades. Essa é uma forma eficiente de conhecer a orientação do técnico do seu oponente e do nível do xadrez dele contra você. Ele pode fazer uma abertura diferente daquela que você esperava. Nesse caso possua um jogo novo e articulado com todas as suas peças – Torne suas peças ativas no jogo.

    Saiba se seu oponente é bastante técnico e em aberturas (se ele conhecer muito bem variações, use de sua criatividade para algo imprevisível e consistente).

    Saiba se seu oponente perde mais de brancas ou de pretas. Conheça os motivos pelos quais ele perdeu e ganhou as partidas e faça situações parecidas para que ele caia em uma cilada (tática).

    Vantagens e desvantagens

    Se seu oponente faz um lance do qual você possa tirar vantagem, não acredite nessa ilusão. Acredite na vitória. Por isso não fique preso a uma uma situação ou posição que você pensa estar em vantagem (aja como se não tivesse vantagem no jogo e crie situações de extrema vantagem para finalizar logo seu oponente).

    Por isso, quando for possível ganhar qualidade material ou posicional não fique animado, pode ser uma armadilha.

    Observação: Quando pronto, finja grande desespero, quando perto, finja estar longe, quando longe façam acreditar que está próximo.

    Se o oponente procurar alguma vantagem com isso (dentro do jogo) faça-o acreditar em algum momento específico do jogo que há uma vantagem a se obter que na verdade é uma armadilha para ele.

    Se as peças dele não estiverem em harmonia procure posições de ataque, aproveite o tempo que ele perdeu no jogo com lances não criativos e conquiste o jogo o mais rápido possível.

    Se seu oponente for muito forte em todos os entidos prepare-se e lute com todas as suas qualidades no xadrez.

    Se ele possui forças superiores como uma posição melhor (peça a mais etc), evite a todo custo o xeque mate por parte dele com a articulação de todas as peças próximas ou perto para criar uma posição de proteção antes de contra atacar para se obter uma grande vantagem sobre seu oponente.

    Crie situações onde seu oponente “trave” o jogo dele e assim ele terá grandes problemas (veja o vídeo)

    Isso pode unir suas peças. Ele pode criar uma ou várias situações para separá-las e nessa situação pode bagunçar as peças dele (seu oponente) e abrir brechas a um novo ataque que antes não surtiria efeito. Ataque-o onde ele estiver desorganizado/despreparado.

    Evite surpresas, ele vai tentar jogadas diferentes para atacar ou abrir uma brecha em seu jogo caso esteja enfraquecido. Por isso saiba calcular jogadas com base já no seu conhecimento do oponente, conhecimento no xadrez, intuição, criatividade etc…

    O ataque no xadrez – Quando, como fazer etc

    Somente nos momentos propícios é possível o ataque e a manutenção dele para o xeque-mate ou simplesmente obter vantagem posicional/material. Caso contrário seu ataque será em vão e isso pode ocasionar em um contra ataque fulminante (é preciso ser rápido). Não é aconselhável reforços ou, em outras palavras, perder tempo levando mais peças para o ataque, isso não seria bom pois o tempo no xadrez é precioso (a vez de jogar). Tente então usar as peças do oponente a seu favor durante um ataque incisivo/preciso. É preciso estar a um passo adiante do seu oponente.

    Se isso não for levado em consideração é de certo que terá que fazer remanejamento de peças para poder se defender de um possível contra ataque.

    No caso de um jogo extremamente defensivo por parte do seu oponente, tente evitar atacar, espere, até que seu oponente cometa algum erro e abra a defesa (isso é uma oportunidade de ataque).

    Tente posicionar-se de forma que seu oponente fique travado com o objetivo dele não possuir opções ao se movimentar no jogo.

    Se conservar a posição do oponente é de certo que poderá calcular melhor um contra ataque pois, uma vez o jogo do oponente travado, torna-se previsível o que ele irá fazer.

    Não ataque o oponente sem ter a certeza de que a posição é favorável ao ataque.

    Não propague a desordem de suas peças em momento algum pois isso pode culminar num ataque do oponente.

    Use as peças do oponente a seu favor após bolar uma estratégia Para isso é preciso calcular muito bem o que deseja fazer quando a condição é favorável.

    Na aniquilação do oponente de maneira rápida é preciso ter as peças em posição que culmine em um tático ou numa combinação em que o oponente fique quase que derrotado por completo – Seja na posição ou no material (qualidade).

    Preze pela vitória rápida e evite a demora na vitória de uma batalha armando uma estratégia consistente.

    Estratagema no xadrez – Como fazer

    Muitas vezes um ataque pode ser feito sem trocar peças que pode prejudicar o avanço total do seu jogo contra o oponente.

    Domine o jogo, mas saiba usar as peças do oponente a seu favor sempre que calcular uma ótima estratégia (Dica: use a estratégia do seu oponente a seu favor).

    Calcule, esforce-se ao máximo nessa questão antes de atacar, pois seu oponente pode haver feito um jogo extremamente defensivo e isso pode ocasionar num grande contra ataque.

    Quando você se deparar com um jogador defensivo pode indicar que ele conhece sua maneira de jogar e que sabe de seu potencial no ataque. Nesse caso use do bom senso, calcule e encontre falhas nessa defesa e explore-as com muito esforço para derrotá-lo rapidamente.

    Seja organizado com suas peças (já falado). Selecione as peças mais importantes e designe a elas a estratégia que foi bem calculada.

    Pontos fortes e pontos fracos no xadrez – como funciona

    Analise a situação e veja os pontos fortes e fracos do oponente de uma forma geral, a primeira dica é fazer o oponente mexer as peças que você almeja para ai aplicar sua estratégia de jogo, nesse ponto analise se ele faz isso com você e evite fazer o que ele quer. Para enxergar isso calcule muito bem.

    Defenda uma boa posição a todo custo e isso vai lhe garantir grande vantagem perante seu oponente.

    Surpreenda o oponente com um exímio ataque ou surpreenda o oponente com uma exímia defesa e um contra ataque.

    Saiba centralizar o ataque, não disperse, senão todo o seu jogo ficará debilitado.

    Ataque onde há a maior fraqueza, para isso é preciso analisar o jogo como um todo.

    Seja imprevisível dentro do controle e terá vantagem perante seu oponente.

    Estude o jogo do seu oponente, jogos já jogados por ele é uma boa opção.

    Xadrez não é quantidade material, mas sim posição melhor das peças.

    Conheça bem a posição antes de fazer um lance, caso contrário enfrentará problemas no reposicionamento de suas peças para outra investida.

    Distâncias no jogo de xadrez – como funciona

    Quando há uma distância do conjunto, o ataque torna-se deficiente, mas se houver uma ligação das peças uma com as outras haverá um ataque vantajoso.

    Tenha um jogo obscuro para seu oponente e claro para você. Para isso calcule muito bem.

    Não disperse suas peças. Use-as em conjunto, por isso evite mover uma peça duas vezes em seguida (crie um elo entre suas peças, como já falado).

    As casas mais importantes para o ataque devem ser tomadas a todo custo.

    E por fim, saber com antecedência os planos do seu oponente com o uso de deduções e intuição de acordo com o estilo de jogo dele é importantíssimo.


    Como calcular as combinações no xadrez

    As combinações no xadrez são uma das coisas mais importantes do começo, meio e ao fim de uma partida de xadrez.

    Devemos considerar o cálculo das combinações como um meio de defesa e ataque que depende da situação, ou posição, do jogo.

    Imagine o que seria de um jogador de xadrez sem visão de jogo, ou, em outras palavras, sem objetivo para finalizar o oponente em momentos propícios.

    Com o cálculo das combinações no xadrez podemos encontrar falhas no jogo do oponente e mesmo falhas no seu jogo – Nesse último caso podemos calcular combinações de defesa e encontrar um ponto de equilíbrio, ou um empate quem sabe.

    Como calcular no xadrez – Vídeo aula

    Como podemos ver, calculo de combinações no xadrez é importante.

    Quando pensamos então em calcular combinações é com o objetivo de tentar algo, um ataque – Para conseguir vantagem material por exemplo.

    Tabuleiro-de-xadrez-com-pecas

    Não devemos confundir calculo de combinações com tática, embora calcular combinações de ataque possa culminar num possível tático dependendo do que o oponente responder com relação a sua combinação de jogadas já arquitetadas.

    posicao-de-jogo-combinacao-de-ataque-e-possivel-tatico

    Mas, em todo caso, claro, dependendo da situação da posição, você pode encontrar uma combinação de defesa e assim empatar ou mesmo vencer o oponente.


    Como calcular as táticas no xadrez

    A tática no jogo de xadrez é como se deve fazer, claro, em uma situação adequada, lances no jogo, que culmine no xeque mate iminente. Não confunda tática com ganhar vantagem material ou ter uma posição mais privilegiada, ai já estamos falando de uma combinação de jogadas que, por acaso, possa culminar em uma possibilidade de tática, mas tática é uma questão mais específica e de menor proporção do que combinações. Mas, há quem diga – Combinações táticas, que, em minha opinião, é a mesma coisa (ou não, dependendo da visão do enxadrista).

    Em xadrez também se fala muito em combinações, mas combinações do que? de defesa? de ataque? é preciso especificar.

    Com relação a tática, ela nos fornece uma situação em que é preciso calcular bem antes de aplicar a tática. Se você pensar que há um tático e calcular mal, você pode perder a oportunidade de ter feito uma outra jogada melhor, ou mesmo perder o jogo.

    E para começar o artigo, lembre-se, estratégia é uma coisa e tática é outra.

    Como calcular as táticas no jogo de xadrez – Índice

    Tática e estratégia – relação e diferenças
    Tática é mais observação
    Aplicar uma tática – Como calcular ?
    Exercícios de tática no xadrez

    Tática e estratégia – Relação e diferenças

    A tática é a parte de “como executar uma manobra” e a estratégia é “o que fazer” perante um cenário onde não há ainda algo certamente previsível ou visível ao enxadrista. Ou seja, enquanto a tática, quando bem calculada, nos dá a possibilidade de certeza de que há algo a ser executado de acordo com a posição do jogo.
    rei-no-jogo-de-xadrez
    Já a estratégia é mais complexa, ela não nos dá a certeza de uma situação favorável, mas nos dá, de acordo com teorias estratégicas, uma noção do que fazer para encontrarmos uma posição ganhadora. Por isso devemos calcular muito bem no xadrez para que a probabilidade de encontrar uma posição ganhadora seja maior.

    Tática é mais observação

    Precisamos sempre ficar atentos. Há situações que você pode deixar de dar um tático e isso pode, tanto fazer com que você tenha que continuar jogando para encontrar uma nova oportunidade, ou mesmo empatar o jogo. Pior é quando se perde devido ao não aproveitamento da situação que era a seu favor.

    Quando a tática surge (ela é iminente de acordo com o seu cálculo) deve então ser aplicada e assim você vencer o jogo. Para isso ser mais frequente, mantenha-se atento no jogo e tenha uma capacidade de cálculo no xadrez mais profunda do que a maioria dos jogadores de xadrez.

    Aplicar uma tática – Como calcular ?

    Você deve imaginar que aplicar tática é imaginar peças se movendo no tabuleiro até concluir o xeque-mate. É muito improvável que, se sua capacidade de calcular for dessa forma, seja possível o xeque mate de fato após 5 ou 6 lances. Vai depender muito da posição e como já falado da sua capacidade de calcular jogadas tanto suas quanto das do oponente.

    Você visualiza então uma situação de menor proporção para aplicar a tática no xadrez (se ela existir).

    Exercícios de tática no xadrez

    Nesse vídeo há diversos exercícios de tática no xadrez e também explicação de como é uma tática. Vale a pena assistir até o final.


    Puzzle’s de xadrez que a engine sofre para solucionar

    Existem diversos Puzzle’s de xadrez por ai. Mas poucos conhecem os quais eu faço e que exigem muito dessas engines de xadrez mais fortes como Stockfish para poder solucioná-los. Vamos primeiro à um exemplo simples de puzzle de xadrez.

    O primeiro passo aqui então antes de iniciar a demonstração de Puzzles no xadrez é iniciar com um bem simples e depois dificultando, tanto para as engines, quanto para nós.

    Primeiro Puzzle – Mate em 21 lances (não forçado)

    Mate em 21 lances. Mas pode haver outros lances que não culmine em mate em 21 lances forçado, mas em menos ou mais lances. A posição é clara perante o mate eminente.

    Tabuleiro do Arena 1.1.

    Tabuleiro e peças virtuais do Arena 1.1.

    Como podemos ver temos uma posição de jogo inicial clara que brancas está com uma grande vantagem sobre negras mesmo com peça a menos. Após alguns lances logo se vê uma combinação de jogadas de mais sacrifícios com o objetivo de finalizar o jogo, e é o que ocorre em 21 lances.

    Algumas engines conseguem encontrar mate em 14 lances, mas essa precisão deixa de existir conforme os lances são feitos. Já a Stockfish 4 dá uma vantagem enorme de 137 pontos após calcular cerca de 1,5 bilhão de jogadas, mas não encontra o mate forçado.

    Ai colocamos em xeque a precisão das engines de acordo com alguns Puzzle’s feitos por mim por exemplo. Vejamos alguns casos.

    Tabuleiro e peças virtuais de Arena 1.1

    Tabuleiro e peças virtuais de Arena 1.1

    Esse Puzzle de xadrez ai de cima só consegue ser resolvido após 7 bilhões de cálculos por parte de Stockfish 4. Segundo a engine é possível o empate mesmo após os primeiros milhões de cálculos dar -12 pontos ou mais de desvantagem à brancas. A sacada é que outra engine só consegue encontrar o empate após 14 bilhões de jogadas.

    A questão maior é – Qual é a confiabilidade desses cálculos? Será mesmo um empate? fica difícil dizer ao certo, mas segundo as engines mesmo com uma desvantagem enorme inicial para esse puzzle é possível o empate.

    Vamos observar um outro puzzle mais simples, digamos que uma ramificação do puzzle acima.

    Tabuleiro e peças virtuais Arena 1.1

    Tabuleiro e peças virtuais Arena 1.1

    Nesse caso a engine descobre fácil, em menos de 50 milhões de lances, o empate.

    Há diversos puzzle’s na Internet que as engines nem o primeiro lance conseguem dar como melhor lance que é o caso do puzzle de Plaskett.

    Fica a dica com relação a puzzle’s no xadrez que as engines sofrem para solucionar.


    Como calcular no xadrez – Abertura – Meio jogo – Final de jogo

    Quem deseja melhorar o nível no jogo de xadrez deve entender a essência do cálculo no xadrez. Essa essência equivale a diversas coisas a serem consideradas com relação a uma determinada situação/posição em jogo.

    Devemos então analisar a situação como um todo, e, com relação a ela, antes de fazer um lance, considerar diversas coisas como defesa, ataque, combinações (tanto para defesa e ataque), táticas de defesa ou ataque, e também um jogo posicional para obter vantagem futuramente. Além disso, o uso dessas situações para entender a parte material é também válida se e somente se houver uma vantagem de fato, ou, se não for bem calculada, pode ser uma armadilha do oponente. Vamos esclarecer com mais detalhes e explicações práticas desse cálculo no xadrez.

    Índice – Como calcular no xadrez

    pecas-de-xadrez-calculo-no-xadrez
    Conceito básico do cálculo no xadrez
    Avaliação da situação antes de tomar a decisão
    Quando calcular no xadrez – Abertura, meio jogo, final
    Calcular no xadrez quando abertura
    Calcular no meio jogo no xadrez
    Como calcular final de jogo no xadrez ?
    Calcular no xadrez é como uma rede neural
    O que tem a ver o cálculo com defesa e ataque ?
    Conclusão – Como calcular no xadrez

    Conceito básico no cálculo no xadrez

    Como já falado no primeiro parágrafo, quem deseja ser um bom jogador de xadrez deve ter em mente que calcular no xadrez é uma tarefa árdua e devemos considerar diversas variáveis como a estratégia, a tática, a combinação, a posição, a abertura, o meio e o final de jogo (essas últimas temos que considerar tudo que já foi falado ao discorrer da partida), além dessas, outras coisas mais como a defesa, posições dinâmicas, equivalência de material, compensação de material e outras coisas mais que não sei pois calcular no xadrez possui inúmeras variáveis a serem consideradas e é quase que impossível dizer todas elas. Embora as quais já ditas revelam uma boa porcentagem do que se deve considerar no jogo antes de fazer um lance.

    Então, calcular no xadrez é avaliar uma situação e após avaliar essa situação com base no cálculo que é estratégia, tática, defesa, combinações para obter qualidade/vantagem material/vantagem posicional etc… deve então após todos esses cálculos fazer o lance. Caso falte alguma coisa, é de certo que você não fará um bom lance.

    Cada jogador possui uma qualidade em específico, alguns são excelentes jogadores defensivos, outros são extremamente criativos, mas, cuidado com a criatividade pois quando não bem calculada ela não vai ser uma boa escolha.

    Os jogadores criativos podem ser tanto para o ataque quanto para a defesa. Então, calcular no xadrez não é tão simples como as pessoas imaginam. A primeira coisa que você tem que ter em mente em calcular no xadrez é que não é imaginar peças se movendo no tabuleiro, e ai tomar a decisão de fazer um lance “bom”. Podemos citar essa “ideia de imaginar peças de movendo” quando há uma situação de tática, ai sim, podemos calcular imaginando as peças se movendo tanto as do oponente quanto as suas e que culmine num tático de fato.

    Mas calcular no xadrez é muito mais do que isso, saiba nesse vídeo os principais pontos para considerar o cálculo no xadrez antes de fazer seu lance:

    Após assistir o vídeo, você já estará ciente do básico, do feijão com arroz de como calcular no xadrez, agora iremos partir para algo mais detalhado.

    Avaliação da situação antes de tomar decisão

    diagrama-situacao-posicao-xadrez-avaliacao-e-calculo

    Digamos que S seja a Situação. Após ter ciência da situação entramos num complexo de diversas variáveis que temos que calcular. Mas, esse exemplo simples, tem que ser entendido de uma forma bem mais ampla. Não é linear o cálculo como mostra no esquema, ele é vertical e linear. Ou seja, se você calcula no item 1 (que pode ser o ataque por exemplo) você então, automaticamente está também mexendo na defesa (que seja o item 2 por exemplo). Então, calcular no xadrez envolve uma situação em que pensar no ataque mexe também na defesa e, se mal calculado, pode ocasionar em uma situação desvantajosa. Calcular no xadrez tem sua interferência recíproca entre os itens dados (que no caso foram somente 7 para exemplificar) dos quais podem ser ataque, defesa, estratégia, estratagema, tática, combinatória, enfim, da questão macro e micro, o jogo é um todo e pode ocasionar em uma desvantagem ou mesmo no pior, em um tático e você perder o jogo em alguns lances forçadamente (isso se o oponente conseguir enxergar o tático).

    pecas-de-xadrez-panorama-preto-e-branco

    Uma explicação mais clara é a seguinte: Cada jogador possui uma “personalidade no xadrez”, isso é, uns jogam mais no ataque, outros mais na defesa, outros são mais posicionais. É óbvio então que quem joga no ataque, tende a deixar a defesa enfraquecida (eu disse TENDE e não que irá deixar de fato, mas muitas vezes deixa e isso pode ser um problema enorme).

    No caso acima ainda temos 7 itens que devemos levar em consideração, e que um interfere no outro. Se caso você não consiga equilibrar tudo em sua mente todos esses cálculos, o lance (a letra L no caso) vai sair mal feito e isso é uma oportunidade para o seu oponente ganhar vantagem ou mesmo vencer o jogo.

    Quando calcular no xadrez – Abertura, meio jogo ou final

    e4-peao-do-rei-abertura O cálculo, dependendo da variação escolhida na abertura, já ocorre no começo do jogo. Embora o cálculo seja fator primordial aos que desejam ser exímios jogadores, devemos ter em mente os imprevistos que o cálculo no xadrez (pelo menos no que está nesse artigo) não consegue evitar.

    É ai que surge sua criatividade para sair da situação desvantajosa. A criatividade no xadrez não é somente quando você está em desvantagem, mas também quando está em vantagem. E xadrez, em minha opinião, a principio, é arte. E sem a criatividade bem calculada a arte não sai bem feita. Então temos que ter consciência já disso – Xadrez, a princípio, é arte.

    Calcular no xadrez quando abertura

    Só é plausível o desgaste do cálculo na abertura quando ela é desconhecida por um dos lados. Por você, ou pelo seu oponente. O cálculo é imprescindível nesse momento, pois se você não souber calcular o mais profundo possível a intenção do oponente é de certo que você vai perder ou no mínimo, ficar em desvantagem.

    Então, se você se deparar com uma abertura que não é do seu conhecimento, esteja preparado para pôr sua maior ferramenta em ação total – O cérebro. E leve em consideração o esquema acima e o que foi falado dele.

    Os cálculos feitos não serão apenas para o início da partida e sim para o meio e para o fim da posição. Quanto mais cálculos você fizer, melhor será sua situação no jogo. Mas, não demore muito, lembre-se, há o tempo que deve ser considerado, senão você vai perder o jogo no tempo.

    Calcular meio jogo no xadrez

    posicao-calcular-no-meio-jogo-como-fazer

    O meio do jogo é consequência da abertura e também dos seus planos. Se um plano der certo dentro da sua profundidade de cálculo já feito antes (por isso planeje alguns planos antes de iniciar uma partida, mas sempre faça algo novo e criativo com enfoque no cálculo).

    Após entrar no meio jogo, teremos uma situação que foi precedida de acordo com o que foi calculado por ambos os oponentes. Lembre-se, quando você calcula, você não mexe só no seu jogo, ou em seu lado, você mexe no lado do oponente também. Quando você joga, ou move uma peça, você não move uma peça, mas sim o jogo todo. O meio jogo então nada mais é do que a consequência de um dos planos bem arquitetado antes e, se houver algum imprevisto da abertura até o meio jogo, durante o jogo com o uso do cálculo.

    pecas-de-xadrez-meio-jogo-foto-panoramica

    Calcular no final de jogo no xadrez

    Como já falado, o meio do jogo é nada mais do que a consequência de um dos planos já arquitetados antes ou durante o jogo (quando há imprevistos ou durante). E, por conta disso, temos um final de jogo, mas não é um final de jogo qualquer, é um final de jogo previsto pelo que soube melhor calcular no jogo. Quem souber calcular um jogo do começo ao fim será o vencedor ou no mínimo vai empatar o jogo pois conseguiu perceber uma linha de empate mesmo se o oponente perceber o plano arquitetado para vencer.

    Por isso, em minha opinião, xadrez se começa do fim, e não do começo. Por que? pelo fato dos planos arquitetados antes, que devem serem memorizados para evitar o desgaste físico do jogador durante a partida caso o oponente responda com os lances que foram já estudados e arquitetados.

    Então, antes de iniciar uma partida, um Grande Mestre, no mínimo, arquiteta alguns planos do começo ao fim. Ou seja, ele já sabe o que vai fazer do começo ao fim do jogo, então ele já começa do fim, e não do começo.

    Por isso que os jogadores, grandes jogadores, possuem uma memória fotográfica do que irão fazer. Isso é, sabem tudo que podem fazer antes de iniciar uma partida com o objetivo de vencer. O imprevisto é muito remoto aos que arquitetam uma quantidade de planos razoavelmente superior aos outros jogadores e isso culmina na derrota destes últimos.

    Calcular no xadrez é como uma rede neural

    posicao-meio-jogo-como-calcular

    Como já mostrado e falado, calcular no xadrez é como uma rede neural. Que, conforme o uso do seu conhecimento já de jogo, com as derrotas e também as vitórias e empates, remodelam essa rede com o objetivo de aprimorá-la. Por isso jogar no xadrez, principalmente jogos blitz ou com mais tempo, implicam em melhorar no cálculo no xadrez.

    Treinar a memória é imprescindível, também o raciocínio para poder utilizar, em conjunto com a criatividade, o cálculo pautado na situação e assim discorrer um jogo com planos arquitetados tanto para vencer ou empatar, e infelizmente, em alguns casos, o erro de cálculo ocorre e a derrota é eminente. Com a derrota, é possível aprender muito e aprimorar cada vez mais a sua rede neural com relação ao cálculo no xadrez.

    Calculo na defesa e ataque

    Qual é a sua posição preferida? uma posição sólida e extremamente defensiva ou uma posição de extremo ataque? É difícil dizer isso, calcular pensando nessas duas situações, equilibrar o ataque e a defesa é sem dúvida uma arte dos campeões do jogo.

    Conclusão – Como calcular no xadrez

    Como conclusão de como calcular no xadrez podemos notar que o cálculo no xadrez não é apenas imaginar peças se movendo em tabuleiro como os principiantes fazem, mas sim algo bem mais complexo que isso.

    Calcular no xadrez é estratégia, tática, combinatória, defesa, ataque. Dentro desses micros e macros assuntos, podemos julgar que calcular no xadrez está dentro do micro e do macro. O macro seria atacar ou defender, e o micro está relacionado a estratégia, tática, combinatória entre outras coisas que envolvem o todo, mas que há situações forçadas.

    Quem tem mais experiência no jogo sabe que calcular no xadrez pode ser bem mais que isso, porém, deixo aqui, minha opinião, que serviu até então para atingir um nível satisfatório no xadrez.


    Performance baixa no xadrez – Motivos

    Se você anda só perdendo no xadrez é bom você estar ciente de algumas coisas. Vamos enumerar algumas dicas essenciais para desvendar o motivo pelo qual você está perdendo no xadrez ou obtendo uma baixa performance sendo que antes você tinha uma boa performance.

    Podemos adiantar que uma das coisas que possa estar te atrapalhando na hora de vencer uma partida de xadrez é a falta da “mente estreita”, ou seja, algo não está bem na sua família, ou você está mal com alguma coisa (se bem que devemos superar essas coisas e seguir em frente sem que as adversidades da vida nos prejudique).

    Vamos ao artigo e veremos o que está faltando ou o que precisa ser tirado para poder equilibrar sua performance no xadrez e assim você voltar a ganhar.

    Alguém pode ter estudado seu jogo ou você não sabe como você joga.

    Sim, se você joga muitas vezes com um único oponente e do nada você começa a perder várias partidas em seguida para ele é de certo que ele estudou seu jogo e sua maneira de jogar xadrez. Mas não fique preocupado, isso é muito comum entre os jogadores de xadrez (um estudar o jogo do outro, a maneira como jogam, aberturas, finais etc).
    estudaram-seu-jogo-no-xadrez-dicas
    Nesse caso, crie um jogo novo. Sim, algo que o oponente nunca tenha visto antes. Já no começo a abertura precisa ser diferente daquelas que você usava. Porém, também deverá criar uma maneira nova de pensar. Se você joga no ataque, tente jogar tanto no ataque quanto na defesa, ou então seja mais posicional. Inove na forma como você joga e pensa no meio do jogo e no final do jogo e o jogo será bem mais equilibrado. Mas lembre-se sempre, nesse caso em específico, do criar um jogo novo e pensar em algo diferente, mudar de comportamento no xadrez que será super importante.
    jogo-novo-no-xadrez

    Problemas familiares – Relacionamento – Pessoas no geral

    Sem dúvida, se você está passando por algum problema familiar, briga, relacionamento com seu cônjuge, namorado(a), é de certo que as coisas não vão ir muito bem nos tabuleiros. Quando nosso emocional está abalado tendemos a ter uma performance pior do que se tivéssemos bem emocionalmente. Isso é fato! quem sabe o mínimo de gestão de pessoas ou mesmo quem é técnico de xadrez entende muito bem disso.
    problemas-familiares-afeta-desempenho-no-xadrez
    Quem está numa fase dessas, é de certo que vai atrapalhar muito na hora de jogar xadrez, pode perder fácil algumas partidas por conta disso também.

    Tente não deixar os problemas subir à cabeça, seja equilibrado. O xadrez é seu aliado e não um pé no saco. Não deixe que pensamentos desses problemas invadam sua mente, seja equilibrado em todos os sentidos e será um campeão, tanto nos tabuleiros quanto na vida. (Fica a dica nessa questão também).

    Oponentes fortes demais que você não sabe jogar contra

    Ás vezes quando jogamos só com oponentes fracos tendemos também a diminuir nosso nível no xadrez. Isso não é bom quando nos deparamos com quem realmente sabe jogar. Precisamos então entender que jogar xadrez é dar o melhor lance com base em diversos planos (defensivos, posicionais, combinatórios, de ataque, tático, etc). Esses planos precisam estar coerentes com a posição, não adianta querer dar um tático sendo que a posição não é de tática, e também não devemos desperdiçar um tático sendo que há um tático.
    bom-uso-do-peao-no-xadrez-caracteristicas-de-oponentes-fortes
    O mesmo para quem gosta de combinar jogadas defensivas, de ataque e conseguem fazer um jogo com diversos planos com respaldo no que o oponente irá fazer e assim criar um jogo ganhador ou no mínimo empate.

    Falta de saber jogar o ritmo de tempo estabelecido

    Há casos em que você não sabe jogar determinado ritmo de jogo. Têm pessoas que sabem muito bem jogar bullet e possuem um rating gigante. Mas se for jogar um blitz (5 minutos) pode ter certeza que o nível do jogo dele será bem diferente do rating que o mesmo possui. Não tem muito que fazer nesse caso, é estudar jogos blitz e assim tornar-se melhor nessa modalidade.

    O mesmo seria para jogos standard (2 horas para cada) e rapid games

    Tempo – A falta de tempo para estudar xadrez e as novidades

    tempo-para-estudar-xadrez
    O tempo para estudar é também fator para perder fácil no xadrez, ainda mais para os que gostam de fazer aberturas e jogos convencionais. Se você não souber de cor e salteado aberturas como e4 e5, Cf3 Cc6 é de certo que você vai perder feio no xadrez. Se almeja ter um jogo mais equilibrado faça aberturas menos manjadas e treine sua capacidade de cálculo (que é muito mais importante do que decorar variações de abertura).

    Cheaters – Trapaceiros que usam programas ou engines

    Infelizmente há jogadores que optam por usar cheater ao invés de perder e aprender com a derrota. Se você notar isso, faça o seguinte, salve todos os jogos em formato PGN, e também algumas “posições suspeitas” com uso de código FEN e cole em alguma engine de xadrez como Stockfish e veja se os lances e a sequência corresponde com o que o oponente jogou, se corresponder é de certo que seu oponente usou engine.
    xadrez-com-cheater-ou-nao-descubra
    Isso comumente ocorre mais em jogos demorados como blitz (5 minutos). É mais difícil ocorrer em jogos de 2 ou 1 minuto.


    Como estudar finais de jogo no xadrez

    Estudar final de jogo é uma das coisas mais importantes quando se almeja ser um grande jogador e xadrez. Para melhorar seu jogo é imprescindível estudar finais de jogo. Mas, em contrapartida, muitos jogadores experientes e não experientes acabam estudando de forma errada o final de jogo. Vamos analisar um caso típico através de um vídeo e também de alguns outros casos uma situação que ocorrem com 99% dos jogadores principiantes e aqueles que não conseguem evoluir no jogo até um determinado momento.

    Estudar finais de jogo é sinônimo de conhecer mais sobre o xadrez, mas não é sinônimo de vitória ou ser um bom jogador.

    Como um final de jogo deve ser estudado

    Posição-de-final-de-jogo-no-xadrez

    Muitos acreditam e levam a sério a ideia de ter que limpar o tabuleiro de xadrez para poder criar algumas situações de jogo semelhantes do começo ao fim. Mero engano quem pensa dessa forma. A ideia de começar como mostra a imagem é treinar o b a bá do final de jogo. O uso do rei para impedir o coroamento do peão e coisas assim. Claro que existem diversos tipos de finais e jogo e um deles é esse. Há finais de jogo com bispo e cavalo, com torres e mesmo as duas damas ainda e peões. Esse final de jogo na foto é o mais simples. Mas, como havia falado, não há como estudar final de jogo dessa forma aleatória o final de jogo é, sem sombra de dúvidas, do começo ao fim. Ou seja, você planeja a abertura com diversos planos. Há os planos de ataque, defesa, combinações posicionais que culmine posteriormente em um meio jogo adequado para a execução de mais planos e assim trabalhar sua mente e cair no desejado.

    O desejado em final de jogo não é especificamente UMA POSIÇÃO e sim pode ser diversas posições de final de jogo que são ganhadoras. A dica então aos principiantes é estudar finais ganhadores de jogo, entendê-los e claro, memorizá-los e assim suas chances de ser um bom jogador é enorme.

    Final de jogo – Vídeo Aula de como estudar


    PiPo-Smart-S1-Pro-7-Frontal