Categoria: Empresas

Diferença entre organograma e fluxograma

Um organograma é uma representação gráfica dos departamentos de uma empresa. Essa é uma definição bastante simples mas que ajuda muito na hora de organizar uma empresa e depois mostrar como é a estrutura dela para os colaboradores – É um tipo de diagrama.

Você poderá criar um organograma no Excel de maneira simples e rápida e mostrar para seus colaboradores como é a estrutura formal da empresa.

E já os fluxogramas são para saber os detalhes de um processo. Etapas são bem evidenciadas com um fluxograma que permite melhor entendimento – É um tipo de diagrama.

Para as empresas/organizações o fluxograma e o organograma são importantes.


Organogramas – O que são para que servem

Um organograma é uma representação gráfica dos departamentos de uma empresa. Essa é uma definição bastante simples mas que ajuda muito na hora de organizar uma empresa e depois mostrar como é a estrutura dela para os colaboradores.

Você poderá criar um organograma no Excel de maneira simples e rápida e mostrar para seus colaboradores como é a estrutura formal da empresa.

Organograma de uma microempresa

orgranograma-de-uma-micro-empresa


Como saber se uma empresa vai falir

Nesse artigo conheça os principais sintomas que uma empresa apresenta antes de morrer ou falir.

Se você trabalha em uma empresa, independente do porte dela, e almeja saber com antecedência seu futuro na empresa confira então alguns aspectos se a empresa onde trabalha vai bem ou mal das pernas.

Rumores – Os colaboradores/funcionários começam a especular

Se você não é do departamento financeiro da empresa então poderá saber se sua empresa vai bem ou mal por outros meios como um rumor vindo de algum vazamento de informação da parte financeira da empresa.

A parte financeira de uma empresa é super importante e com toda a certeza tem um peso enorme no que concerne se a empresa vai falir ou não. Se um gerente financeiro souber como anda o fluxo de caixa da empresa então ele vai saber se uma empresa corre o risco ou não de falir ou entrar em recuperação judicial.

A empresa começa a reduzir custos e gastos

Se antes a empresa tinha um custo variável e fixo numa proporção corriqueira e passa a ter esses custos diminuídos é de certo que algo está mudando, mas não se sabe se é para melhor ou pior.
empresa-vai-falir-ou-nao
Ás vezes se reduz custos e gastos para aumentar o caixa da empresa e usar o dinheiro para outro fim como expansão da empresa.

Já uma empresa a beira da falência faz a redução dos custos e dos gastos com muita rapidez deixando até de honrar com seus compromissos (atraso de pagamento por exemplo).

Há demissão em massa

Um dos aspectos dessa situação de falência é a demissão em massa. Se uma empresa está mal ela não medirá esforços para demitir, seja do colaborador da baixa hierarquia até os colaboradores da alta cúpula.

Nessa situação é bom indo procurar outro emprego rapidamente.


Você NÃO é cliente do Banco mas sim o inverso

Por contrato, talvez haja alguma cláusula, condição qualquer e também algumas leis que respaldam o Banco no que se refere ao ato de abertura de uma conta (tanto para pessoa física quanto jurídica) e também ao longo do tempo de uso dela até, se for o caso, você fechar a conta de forma amigável. Na realidade, pode ser que você seja um cliente mediante contrato, lhe dando a condição de cliente/beneficiário ou qualquer coisa semelhante. Mas na verdade, dentro de um contexto financeiro, você que é o cliente do banco e não o inverso. Vamos explicar nesse artigo, através de um fluxograma simples que é possível identificar isso.

Fluxograma – Cliente e Vendedor. Dentro de um contexto financeiro, que você não é cliente

Vamos analisar o fluxograma abaixo e veremos, comparando uma situação simples de ir até uma farmácia, padaria ou qualquer lugar onde há produtos e você os compra. Porém, no caso do banco, você se depara com serviços oferecidos (crédito por exemplo). Mas, antes de observar, “LEIA O FLUXOGRAMA DA DIREITA PARA A ESQUERDA” e você notará o que quero dizer com relação a cliente e vendedor.

Para ratificar o que foi dito acima, é preciso ter em mente que se não existir loja, estabelecimento comercial ou pessoa que faz serviços autônomos, não seria possível existir cliente, resumindo, é preciso antes existir vendedor para que haja cliente. Digamos que o banco (estabelecimento) é o cliente estático, que não vai até o vendedor. Mas é o vendedor que vai até ele.

À grosso modo, é isso que ocorre quando vamos comprar algo em um estabelecimento onde vende, por exemplo, sapatos:

Fluxograma-de-comprar-qualquer-coisa

Como podemos ver, você dá o seu dinheiro com o objetivo de obter um produto por exemplo. Uma mercadoria enfim, algo tangível ou não tangível. No caso do banco obtemos algo não tangível (serviços) através da “compra do seu dinheiro/salário pelo banco” que oferece em troca linha de crédito etc. Se formos enumerar as etapas desse fluxograma teríamos um fluxograma horizontal da seguinte forma: Vendedor -> Vendeu o produto/serviço -> Cliente -> Dá o dinheiro -> Vendedor.

Fluxograma do banco – Cliente e Pessoa ou Pessoa Jurídica

Fluxograma-banco-e-seu-cliente

Como podemos notar, se compararmos os dois fluxogramas, veremos que só mudamos os nomes de dentro dos retângulos. A verdade é essa, o banco é na verdade o seu cliente, e não como uma grande maioria pensa que é você o cliente do banco. Quem pensa dessa forma, pensa errado.

Explicação do fluxograma – Banco é seu cliente

No fluxograma acima, temos o seguinte. Uma pessoa física, ganha seu salário ou seu dinheiro de forma autônoma, e deposita o dinheiro na conta bancária. Na verdade, quando você abre uma conta bancária, você está dizendo o seguinte: – Eu quero vender meu dinheiro para o Banco Tal.

Quando você DEPOSITA, você na verdade está VENDENDO DINHEIRO AO BANCO e em TROCA você recebe o produto/serviço deles que é o CRÉDITO. Mas, para que o banco LUCRE, ele precisa COMPRAR BARATO SEU DINHEIRO. Por isso os bancos descontam tantas tarifas, juros etc e muitas vezes determinados bancos são até processados por isso. Essas tarifas bancárias para eles “cuidarem do seu dinheiro” é uma forma de lucro. Mas há casos mais graves que o banco usa o seu dinheiro em fundos de investimento e depois resgatam após alguns dias como estratégia financeira de obter mais lucro o banco. Então, se por exemplo você tiver guardado R$30.000, na verdade você não guardou, você vendeu 30.000 ao banco e ele usa esse dinheiro da forma que ele quer, pois o cliente usa o produto que comprou da forma que almeja segundo a lógica. Mas, nada impede que o comprador faça algo errado com o produto/serviço que possa prejudicar o vendedor no caso.

Não há nada na internet explicando isso, eu tive que raciocinar muito a respeito disso e descobri que na verdade o banco que é seu cliente e muitos não percebem isso. Mas não é por isso que o cliente pode fazer o que quiser com o produto ou o serviço que lhe foi vendido. Vivemos em um mundo onde é preciso conhecer os dois lados, o do vendedor e do consumidor(cliente). Nesse caso, a lei respalda o vendedor(nós) e também o cliente(os bancos). Por isso o legislativo do Brasil elabora leis tais como o Recurso de Apelação caso o cliente(banco) seja abusivo de alguma forma.

Referências externas

1. Código de Processo Civil. Acessado em 7. Jun. 2013. Disponível em: Código de Processo Civil


Trabalhar em empresa pequena ou grande qual é melhor

Uma das dúvidas do profissional está na questão: trabalhar em empresa grande ou pequena, qual é melhor?. Isso pode ser respondido por diversos fatores. Há que se ressaltar que a empresa grande tem uma melhor estrutura para os colaboradores em questão de benefícios e também dentro da empresa (ergonomia por exemplo). Em uma empresa menor, pode ficar difícil subsidiar os funcionários da mesma forma que uma multinacional subsidia. Mas em contrapartida temos diversas empresas pequenas que são muito melhores do que empresas grandes e multinacionais. A resposta para isso pode muitas vezes condizer com a verba destinada a uma equipe de bons profissionais que tem o objetivo de transformar uma pequena empresa na melhor empresa para se trabalhar como é o caso da Radix que conseguiu obter o título de melhor empresa para se trabalhar no Brasil e não é uma empresa grande, se empresa grande fosse sinônimo de boa empresa para trabalhar isso não teria ocorrido, precisamos então rever nossos conceitos.Empresa grande ou empresa pequena

Como saber se uma empresa é boa para trabalhar ou não?

Há muito que se pensar nisso. Se você é profissional e almeja salário alto, então não medirá esforços para conseguir um salário alto independente se a empresa é boa ou não para trabalhar. Em oposição a isso, o profissional que se depara com um alto salário pode muitas vezes encontrar colegas de trabalho inapropriados para o desenvolvimento de projetos ou simples funções que poderá bloquear todo o seu capital intelectual para aquele departamento e consequentemente para a empresa toda. Então, um lugar bom para trabalhar, seguindo essa linha de raciocínio não é somente aquele que oferece bons benefícios, estrutura como plano de carreira etc… Vai depender muito do que você quer e com o que irá se deparar. De nada adianta querer ganhar um alto salário sendo que a empresa onde você vai exercer sua função não consegue trabalhar no seu ritmo. Existem casos de gargalo, dependendo do cargo que você atua, dificilmente sua função vai ter um saldo positivo para a empresa e esta por precaução não o aceita e o dispensa antes mesmo de completar os 90 dias de teste. Tudo isso por conta de não conhecer a empresa antes de exercer sua função lá. Então, uma empresa só é boa, independente do porte, quando você a conhece melhor (quem trabalha lá e como é a cultura da empresa). Essa dica funciona principalmente para quem é supervisor, gerente e diretor. Por isso, faça uma reunião antes, teste a equipe que será gerenciada e veja o que poderá ser feito antes mesmo de exercer sua função lá dentro.

Para os colaboradores em geral – Dicas

Para quem é um colaborador que atua em uma área comum sem estar em uma hierarquia elevada poderá ter certeza que as empresas multinacionais oferecem melhores condições. Por quê? o colaborador ele primeiro vê o salário, e depois os benefícios que a empresa dá. Isso significa que ele se preocupa em princípio com coisas básicas para se viver. Já o diretor, gerente e o supervisor se preocupam mais com salários apenas ( e também com a equipe que eles irão trabalhar ), porém o colaborador da baixa hierarquia da empresa precisa antes de mais nada saber se os benefícios e o salário são compatíveis com o que precisa e deixa de lado a equipe que ele irá integrar para exercer sua função. Apesar de um colaborador ajudar o outro ( as vezes ), é possível ainda ele se deparar com situações de rejeição por parte dos colaboradores e isso pode custar o emprego. Para ambas as situações é muito importante conhecer antes mesmo o lugar em que irão trabalhar. Muitas vezes, como havia falado, o profissional que ocupa a mais alta cúpula ou que está em uma posição elevada na empresa não se preocupa com a equipe de trabalho e quando a exigência dos projetos começam a ser cobradas, o profissional acaba se deparando com uma equipe desconhecida, despreparada e tudo mais. Mas, apesar de muitos já se precaverem e antes mesmo de entrar na empresa já trazerem a equipe toda para lá, ainda há que se estudar o caso, a empresa é um todo! apesar de renovar todo o quadro de funcionários de um departamento para uma nova direção é preciso ainda saber outras dependências que o departamento possui de outros departamentos da empresa, caso contrário não vai adiantar nada renovar todos os funcionários do departamento que você vai dirigir/gerenciar/supervisionar.

Então, a questão: qual empresa é melhor para trabalhar ( grande ou pequena ) é muito complexa de ser respondida. Nos deparamos com exigências e situações diferentes. O profissional que já ocupou cargo na alta hierarquia almeja salário alto, crescimento profissional e não se incomoda tanto com benefícios como o colaborador da baixa hierarquia. Claro, considerando o crescimento profissional e viver novos desafios o profissional da alta hierarquia também se preocupa com isso mas muito menos se comparado com um simples colaborador.

Já o colaborador da baixa hierarquia se preocupa com salário ( desde que esteja correspondendo com a média do mercado ), e principalmente com benefícios. Outras coisas como bandejão, plano de saúde, folga, ritmo de trabalho também são preocupações do colaborador da baixa hierarquia mas o ritmo de trabalho fica sempre para depois que ele começa a passar pela experiência dos 90 dias em uma empresa. É exatamente nesse estágio que o colaborador da baixa hierarquia começa a perceber se a empresa é um bom lugar ou não para trabalhar. É deprimente esse momento para o colaborador, ele poderá pensar que tomou a decisão errada de estar lá e isso pode deixá-lo frustrado, portanto, pense bem antes, escolha uma empresa adequada!


Como não ser demitido nunca da empresa

Para manter-se na empresa até se aposentar, então, você deverá seguir algumas regras para não ser demitido nunca da empresa onde trabalha. E claro, fica óbvio que uma delas já de cara é possuir assiduidade ou seja, jamais faltar ao trabalho e muito comprometimento com suas tarefas.

  • Em conformidade com isso, ressalvamos que para não ser demitido devemos ser:

Cuidadosos com nossa saúde. A empresa não quer um funcionário faltando por problemas de saúde, isso jamais é acatado com bons olhos pela empresa e outra, nenhuma empresa quer um funcionário podre.

  • Só você sabe fazer o trabalho

Eu sei que é um pouco complicado quando falamos que somente você sabe fazer o trabalho pois após sua saída podem aprender na marra o que você fazia para poder tocar a empresa normalmente. Mas há casos em que você realmente, faz muito a diferença e isso acaba favorecendo muito você e pensarão muito bem antes de demiti-lo.

Respeite todos e incentive-os

Criar laços dentro da empresa é super importante. Ser mais humano e respeitoso, ser uma pessoa educada e que incentive seus colegas de trabalho fará com que você consiga atingir o objetivo de que muitas mentes terão bons olhos de você dentro da empresa e isso com toda certeza se propagará por todos os departamentos inclusive chegará até a mais alta hierarquia.

Saiba dos segredos dos chefes e de seus colegas

Esse caso é muito importante, saber com antecedência o que seus colegas e até mesmo seu superior está tramando é muito importante. Quando há uma situação em que você é isolado de uma reunião por exemplo é porque querem que você não saiba de nada daquela reunião e isso pode lhe custar o emprego. As vezes os segredos precisam ser descobertos e há diversas técnicas para isso. Uma delas é “jogar o verde para colher o maduro”, essa técnica é muito usada para esclarecer, através da mentira ou verdade, sua situação na empresa. Claro que há outras técnicas para descobrir os segredos, planos e outras coisas relacionadas a trabalho, isso só você poderá saber aplicar, cada caso é um caso, mas a técnica de jogar o verde funciona muito bem. Para saber se uma pessoa está mentindo leia este artigo: saber se alguém está mentindo vai ajudá-lo a identificar se alguém mente ou fala a verdade quando você pergunta alguma coisa. Preste atenção também nos olhares, no jeito da fala, mudanças de gestos enfim, tudo isso está no artigo citado. As atitudes são importantes detalhes – Veja como estão agindo ( estranhamente é sinal de que algo está acontecendo e você não está sabendo ) .Monitore o quanto puder para poder descobrir o que estão tramando, mas cuidado com as questões legais, caso use algum programa ou qualquer programa de sniffing que monitore o computador alheio para saber coisas como conteúdo de e-mails ou qualquer situação que te favoreça é sempre um risco enorme se caso descobrirem – Lembre-se que atitudes como essas podem lhe custar tanto o emprego quanto um processo na justiça então, pense muito bem antes de fazer uma coisa dessas, fica a dica!

Faça a “panela”

Sem dúvidas, essa é uma atitude muito importante para você controlar as decisões do departamento e influenciar pelo menos na alta cúpula da empresa. Se você formar a panela e todos conseguirem fazer um bom trabalho e você conseguir beneficiá-los de alguma forma ( você sendo colaborador apenas ) poderá conseguir importantes aliados que servirão, não somente para ajudá-lo sem segundas intenções na empresa, mas também para revelá-lo segredos dos outros. Uma dica para a formação da panela é não deixar que os integrantes da panela falem bem de você para os demais, pois uma vez que os demais fora da panela souberem que estão falando bem de você é sinal que essas pessoas não deixarão escapar nada, muito menos críticas, resumindo, a intenção é deixar que os comentários negativos cheguem até os ouvidos dos integrantes da panela e eles irão lhe contar. Se essa dica não for levada em conta, impedirá você de saber mais sobre o que pensam de você e também dos segredos de outros funcionários do departamento e da empresa, lembrando que não somente de você podem “falar mal” mas também de outros integrantes da panela e essas informações poderão chegar aos seus ouvidos e você estará mais preparado.
Lembre-se, quanto mais você souber dos funcionários, supervisores, gerentes e diretores em todos os aspectos e o que eles pensam de você e de seus colegas de trabalho ( principalmente os que são mais “confiáveis” para você ) melhor será sua condição para formular estratégias precisas para poder continuar na empresa sem se preocupar com a demissão, mesmo que a empresa esteja em crise a ponto de mandar todos embora.


Como saber se vou ser demitido da empresa

Se você teme ser demitido e deseja saber com antecedência se vai ser demitido ou não, siga essas dicas, claro, vai depender muito da sua situação em específico para saber se realmente elas encaixarão como uma luva mas, de qualquer forma, essas dicas de como saber se vou ser demitido da empresa servirão como pistas e até mesmo prevenção de ser demitido da empresa, pois conhecer com antecedência o que estão planejando fazer é possível traçar estratégias e reverter a situação e assim permanecer na empresa.

Saiba se querem te demitir

É óbvio que as pessoas, colegas ou seja quem for dentro da empresa ou departamento não irão dizer para você (mesmo que saibam), se você será demitido ou não. A questão maior é ver quais atitudes tomam enquanto você trabalha. Muitas vezes seus colegas de trabalho podem lhe dar pistas de acordo com o comportamento deles.

Se por acaso algum dos seus colegas sabe que irão lhe demitir, a sera-que-vou-ser-demitidoprobabilidade de mudarem o comportamento contigo é grande. Um caso em específico é isolar você das típicas conversas descontraídas durante o expediente.

Infelizmente, quando os trabalhadores/colaboradores da empresa ficam sabendo de alguma coisa negativa de você e sabem que um erro seu ou qualquer coisa esteja contribuindo com sua demissão, é motivo para que as pessoas se afastem de você até mesmo por precaução – Elas não querem serem vistas conversando de forma descontraída com alguém que será demitido na empresa pois “pegaria mal”, é a mesma sensação de insegurança quando conversamos com uma pessoa que roubou e saiu no Jornal Nacional. Isso significa que quem será demitido pode trazer má reputação se existir ainda aquelas conversas descontraídas durante o expediente. Essa é a primeira dica.

Alguém foi contratado com a mesma qualificação sua

Se você está agora acompanhado por um novo colega de trabalho e ele possui a mesma qualificação que você, cuidado, ele pode substituí-lo a qualquer momento. Nesses casos não há muito o que fazer, se forem te demitir, ele pode não aprender de imediato fazer tão bem quanto você o trabalho, mas com o tempo, aos poucos, ele vai adquirindo a habilidade e dai já é tarde demais.
Nesses casos comece já a procurar outro emprego ou senão, de alguma forma, mostre que você é melhor e que a empresa precisa de você. Para isso é bom ler esse artigo como não ser demitido nunca da empresa que lhe será muito útil caso queira permanecer na empresa.

Mudança de tarefas

Do nada você é deposto do seu atual cargo e lhe delegam outras funções que geralmente são mais braçais ou mais simples que as anteriores. O trabalho que você fazia antes já não rendia mais aquilo que a empresa esperava, então, os empresários ou chefes de departamento começam a agir de forma bastante agressiva para que, no mínimo, você peça a conta antes mesmo deles te demitirem, serve como um sinal para você isso também.

Sua opinião em reuniões começam a ser ignoradas

De fato, se você está em uma reunião e simplesmente opina e as pessoas não replicam só ouvem, ou pior, não deixam você falar, é sinal que você está sendo excluído de uma forma indireta e certamente sabem que você será demitido e sua opinião já não é mais importante.

Indiferença por parte do seu superior

Quando seu chefe não chama mais tua atenção ou simplesmente não “puxa sua orelha”, certamente, ele sabe o que irá acontecer. Nada pior para um supervidor/gerente/diretor saber que seu funcionário vai ser demitido e muitas vezes pode ser um excelente funcionário, a empresa que precisa demitir não medirá a qualidade do trabalho e a quantidade, ela simplesmente vai demiti-lo, isso ocorre com mais frequência em empresas que estão à beira da falência e precisam demitir o quanto antes.

Surgimento de um novo diretor ou chefe de departamento

Quando a empresa muda seu diretor, chefe de departamento ou ambos, cuidado, isso é um sinal muito alarmante. Cada supervisor, diretor, gerente, tem sua forma de trabalhar e isso com toda certeza vai influenciar no seu dia a dia dentro da empresa e se caso você não consiga acompanhar o novo ritmo é bom indo procurando outro emprego.

Tarefas impossíveis de serem cumpridas

Sim, pode ocorrer situações em que seu chefe estabelece metas impossíveis como por exemplo construir um monumento em 5 dias. Ele sabe que você não vai conseguir e dá essa desculpa para justificar sua saída da empresa. Cuidado, embora você consiga fazer o impossível, de qualquer forma, a possibilidade de ser demitido existe e mesmo se cumprir a “tarefa impossível”, portanto, seja esperto, enquanto você prova sua competência tentando cumprir a tarefa já procure outro emprego e dê a volta por cima, peça a conta ( isso se você tiver pouco tempo de casa e não tem muito o que receber em sua rescisão. Caso tenha anos, permaneça até o fim para receber os benefícios após ser demitido ) e diga que vai para uma empresa melhor pois é muito bom para aquela empresa, isso muitas vezes funciona para confundir seus chefes de que, quando você estava lá, não deram o devido valor e isso pode ter comprometido sua carreira lá dentro e que eles erraram por não terem exigido mais de você.

Apesar de todo esse cenário que você pode criar, certamente, de nada adianta o chefe dos chefes não saber. É preciso divulgar o seu feito antes de sair da empresa. Como você conseguiu fazer o impossível, o chefe dos chefes exigirá mais dos seu chefe e isso é ótimo, pois queriam lhe demitir, e você provou que é bom e fez o “impossível para eles”, logo podemos deduzir que a decisão tomada pelo seu chefe de lhe demitir foi errada, deu a entender que seu chefe não é lá essas coisas e quem deveria ter saído da empresa era ele não você.

Crise… – Quando a empresa está passando por uma, prepare-se!

Isso é muito comum… A empresa que está em crise geralmente manda pessoas embora/demitem, principalmente pessoas que fazem função que qualquer um faria. Se você é um funcionário onde só você sabe fazer o trabalho, certamente, não irão te demitir facilmente mesmo em crise.


Como arrumar um trabalho – Fui demitido e agora

No começo de nossa carreira profissional ou até mesmo quando ocorre a nossa demissão de uma empresa, precisamos saber como arrumar um trabalho mais rápido do que nunca. O Seguro Desemprego, na minha opinião, não é o suficiente para manter uma pessoa com família. É preciso então saber como agilizar o processo para arrumar um novo emprego e assim se livrar da preocupação da falta de um salário todos os meses.

Trabalho nas festas de fim de ano

Se você está desempregado, poderá usufruir das festas de fim de ano para poder ganhar uma renda extra temporária. Aos fins de ano há muita oferta de emprego, principalmente em buffet que organizam festas para fim de ano.

Poderá trabalhar como freelancer durante um tempo

O freelancer é uma nomenclatura mais chique para dizer para àquele que faz “bicos”. Sim, o freelancer poderá atuar em qualquer área, se bem que o freelancer está mais na Internet. Na Internet há diversos trabalhos freelancer que você poderá fazer como desenvolvimento de sites, blogar, vlogar, etc… Quem sabe você não vira uma celebridade?

Cuidados ao escolher um mau trabalho

Se você foi demitido e está a procura de um trabalho bom, então, atenha-se para os fatos. O que será preciso para você ter um bom emprego de volta? Cuidado ao escolher um trabalho ruim.

A dica para encontrar uma nova oportunidade

Como conseguir um emprego
Uma nova oportunidade de trabalho poderá ser diferente, porém, algumas coisas devem ser equilibradas como o caso do ambiente de trabalho e oportunidade de crescimento na nova empresa. Como encontrar um trabalho que seja pelo menos 50% daquilo que eu esperava encontrar na nova oportunidade e garantir, pelo menos, um equilíbrio entre o antigo e agora o novo trabalho? Enumere as vantagens e desvantagens do antigo emprego e tente encontrar um emprego que esteja entre 50% do que é positivo e do que é negativo para você, como no caso de salário, benefícios, ambiente de trabalho… etc.. Porém, só há coisas que você saberá se é bom ou ruim após entrar na empresa, então fique atento ao que ocorre ao seu redor para não perder seu tempo em um lugar ruim para trabalhar.


Como efetivar em uma empresa

Se você é estagiário(a) e quer muito efetivar, então siga essas dicas, claro, em momentos oportunos, eu garanto, vai dar certo. Confie em você mesmo e siga essas dicas e mescle elas com o seu conhecimento peculiar da empresa onde trabalha, a partir disso você pode aumentar as probabilidades de efetivar.

Quero efetivar, quero um emprego e não um estágio

É, meu caro(a)… nem tudo na vida é um mar de rosas. Você que está agoniado por um emprego e quer mostrar para seus colegas de trabalho, já efetivados, que você também é capaz de fazer parte do seleto grupo de funcionários de seu departamento, então, faça a diferença.

Estagiário

Se ficam te chamando de estagiário, escraviario ou de algum nome que te ofenda ou te inferioriza, não se preocupe, é um teste para ver como você se comporta perante essas afirmações. Lembre-se, estagiários sempre estão sendo observados, tanto no aspecto técnico quanto no aspecto psicológico, as pessoas querem saber até quanto você aguenta, a ponto de fazer um trabalho bem feito mesmo sob pressão, querem testar sua capacidade cognitiva com o intuito de saber o seu grau de aprendizado, ora, quanto maior for sua capacidade cognitiva quanto à questões técnicas, isso significa maior vontade sua em aprender, interesse pela empresa e em seu departamento. Seus colegas de trabalho e seu supervisor perceberão um grau superior de inteligência em você. Então, preste muita atenção no que te ensinam, pois muitas vezes não irão te ensinar muita coisa, pois, ainda há o medo de “passar” tudo que sabem para um estagiário, não obstante, podem ser substituído(s) por um estagiário se ensinarem tudo, então é nesse momento que você precisa ser mais esperto, deverá estudar muito a estrutura da empresa e principalmente do seu departamento, quanto mais você ler e estudar sobre, mais saberá, de forma teórica e prática ( considerando um material de estudo em que há estudos de casos reais ), e estará cada vez mais apto a desenvolver um excelente trabalho e as pessoas estarão mais dependentes de você. Mas, tome muito cuidado, seus colegas de trabalho não querem que você evolua, eles querem tê-lo, no máximo, como um quebra-galhos, ou uma pessoa que está “do lado” deles para o que der e vier, então, se você demonstrar ser muito bom, certamente, você estará contribuindo com sua saída da empresa, mostra-te incompetente para algumas tarefas, peça a ajuda, ou finja pedir, trabalhe em equipe e, principalmente, puxe o saco de quem pode te ajudar na efetivação, se for o caso, use de artifícios como pagar um sorvete para ele na hora do almoço, contar tudo para ele que ocorre dentro da empresa, enfim, crie um laço afetivo com a pessoa para que ela se sinta segura contigo.

É como eu havia dito, ainda há o medo, principalmente no Brasil, dos funcionários mais velhos de casa, de serem substituídos pelos estagiários, mais jovens e mais qualificados.

Cause sentimento e empatia na pessoa certa

Muitas vezes o estagiário se sente desesperado pela efetivação, ele quer ser um funcionário e não um mero estagiário que geralmente é apenas mão-de-obra e não aprende nada. Então é ai que você deve manter-se calmo e ser racional. Muitas vezes o estagiário acaba explodindo suas emoções e isso dificultará em muito a efetivação e poderá ocasionar em demissão. Então, mesmo que falte um dia para terminar seu contrato de estágio, mantenha-se calmo, não fique comentando com pessoas erradas se vão te efetivar ou não, mas se perguntarem, seja educado e responda que não sabe, mas que gostaria muito de ser efetivado pois gosta muito da empresa e acredita nela, e não prolongue mais o assunto. Isso causará sentimento de “esperança” nas pessoas que lhe perguntarem desse assunto, ou, em outras palavras, você estará passando um sentimento real e acabarão se sentindo solidário com você. Essa “compaixão” é um sinal de humildade da sua parte, e isso sem dúvida é muito importante às organizações – Ter pessoas humildes.

O poder da atração

Sinta-se efetivado, mesmo sendo estagiário, faça parte do grupo como se fosse um funcionário/colaborador, faça a diferença, seja sociável, dê risada ( moderadamente ), resumindo, seja equilibrado em todos os seus aspectos.

Faça com que as pessoas de outros departamentos gostem de você

Muitas vezes a ajuda vem de fora, ou melhor, no seu caso, as chances de ser efetivado pode surgir de um elogio de uma outra pessoa de outro departamento. Seja sociável e faça um excelente trabalho, mesmo que os trabalhos sejam particulares, favores particulares ajudam você a conquistar a confiança das pessoas, pois, se fizeres bem feito um trabalho particular de uma pessoa de outro departamento ou quem quer que seja da empresa, certamente, sua probabilidade de receber elogios e ser bem falado dentro da empresa será maior, e quanto mais pessoas falarem bem de você dentro da empresa, maiores serão as chances do seu supervisor pensar duas vezes em deixar você ir embora. Quer situação mais chata para seu supervisor quando outras pessoas da empresa que não eram do seu departamento descobrirem que você saiu por não terem efetivado você? Mesmo se a empresa for uma multinacional, de um porte enorme, obtenha o máximo de pessoas ao seu lado para que você seja bem conhecido, claro, de forma equilibrada, nada forçado, sempre fale Bom dia, Boa Tarde, Boa noite para todos que cruzarem na empresa, sempre fale olhando nos olhos, com um sorriso no rosto e com um tom de voz discreto para alguns menos íntimos e um bom dia, boa tarde e boa noite descontraído para os mais íntimos.

Não puxe o saco do seu supervisor

Puxa saquismo não dá certo, a melhor coisa que você possa fazer é conquistar a confiança do seu supervisor, isso se faz com muito trabalho e dedicação, é de um profissional de qualidade que os supervisores querem, lembre-se, ele não pensará como um funcionário que tem mais tempo de casa que você, ele pensará que você deve dar resultados e que quanto mais resultados der, melhor será para a empresa e para ele, ele não vai temer, por enquanto, que você tome o lugar dele um dia.

Acredite em você mesmo

Sempre acredite em você, por mais dificil que a situação esteja, reverta-a, lembre-se, você é uma pessoa como qualquer funcionário, supervisor, gerente, diretor, presidente. Você pode estar como estagiário hoje, mas como presidente amanhã, a vida nos prega peças constantemente, para isso, você deverá, primeiro, acreditar em você como ser humano e bom profissional e espalhar a boa conduta, ética e moral para onde você passar, pois uma empresa depende de pessoas éticas e que possuem boa conduta moral, caso contrário, essas empresas não terão equipes e certamente irão falir. Boa sorte e espero que você seja efetivado.


Fluxogramas – O que são para que servem

O Fluxograma é muito utilizado nas corporações. Na área administrativa, o fluxograma é muito bem vindo quando precisamos evidenciar muito bem as etapas de um processo e de um fluxo, a parte operacional das empresas também necessitam de um fluxograma para a precisão da execução das etapas. Fazer um fluxograma significa pôr em evidência as descrições do fluxo.

Com isso podemos detectar erros e facilitar a resolução deles durante a execução (e até mesmo antes de executá-lo). Este é um dos pontos importantes de se fazer um fluxograma, mas também podemos alterá-lo conforme o fluxo de execução dele.

É uma fonte para análise, proporciona melhor entendimento e clareza, é possível identificar/encontrar as características mais relevantes e fornece maior flexibilidade.

O fluxograma é representado por figuras ou símbolos geométricos como círculos, quadrados, retângulos, triângulos… e cada um possui um significado. Existe um padrão de figuras/símbolos para serem usados em um fluxograma. Devemos então seguir este padrão para facilitar o entendimento de todos, inclusive de outros profissionais, caso fizer o fluxograma para seu diretor, gerente, supervisor ou até mesmo discutir o fluxograma de um processo operacional ou administrativo no mesmo nível hierárquico que você – Para a próxima etapa de um fluxograma por exemplo utiliza-se a seta.
Já o diagrama abrange o fluxograma “pois é uma representação visual estruturada e simplificada de um determinado conceito, ideia, etc. Existem diversos tipos de diagramas e são utilizados em quase todas as áreas do conhecimento humano.” Com o Diagrama é possível criar, de forma gráfica, etapas de um fluxo de informações, ações, dados, documentos etc… Tudo isso para facilitar o entendimento humano dos fluxos corriqueiros de uma organização e também em um departamento de qualidade por exemplo.

Já o DFD Diagrama de Fluxo de Dados usa o fluxograma para modelar e documentar em sistemas computacionais.

Vantagens Fluxograma

Os pontos positivos do fluxograma para o profissional que o adota é muito beneficente, pois é capaz de elevar a capacidade e persuasão de quem faz, o desempenho altera o jeito como terceiros utilizam saída específica, motiva a equipe de trabalho, surge o compromisso de cada um, viabiliza os objetivos fixados e há motivação pelas fontes de informações e apoio disponíveis. As imagens disponíveis, em formas geométricas facilita a atenção humana e aumenta ainda mais a capacidade cognitiva dos envolvidos no fluxograma, além de que, se o fluxograma for de como funciona a empresa, isso seria muito mais fácil de entender por qualquer um/colaborador da empresa.

Desvantagens Fluxograma

Os pontos negativos de fazer um fluxograma e de implementa-lo. Existem situações em que em um fluxograma não há como fazer determinadas alterações, há também a questão da depuração, você tenta encontrar erros mas no caso de um fluxograma isso é difícil, o mesmo ocorre com os testes, detalhes, esse é um ponto também negativo que gera muita dificuldade e confusão. Muitos profissionais que adotam o fluxograma passam pela difícil decisão de que nível os detalhes aparecerão no fluxograma.

Exemplo de símbolos de um Fluxograma

Símbolos mais comuns de um Fluxograma

OBSERVAÇÃO: O círculo serve como um “quebra-galho” para poder conectar uma parte à outra seção do fluxograma mas isso só deve ser feito SE NECESSÁRIO. Atualmente os círculos são usados para referenciar outra parte do fluxograma. Coloque um círculo (conector) na parte necessária do fluxograma para poder continuar o fluxo e somente isso. Exemplo? em inspeção de qualidade o círculo é muito usado, se for aprovado, o fluxograma continua, senão ele pula para outra etapa ou então em outra página contendo outro fluxograma. Evite-o, pode causar confusão aos que estiverem vendo o fluxograma, use somente se necessário como falado e comumente usa-se uma letra ou número dentro do círculo que vai significar outro fluxograma ou então outra etapa do processo do fluxograma em outra página.

Tipos básicos de fluxograma

São eles: Fluxograma do sistema, Fluxograma geral e fluxograma detalhado. Mas outros autores foram mais longe e definiram que há mais classificações de fluxograma que os três primeiros. Dois tipos de fluxogramas são utilizados em planejamento da solução: fluxogramas do sistema e fluxogramas programa. Ou então temos os fluxogramas “Decisão, fluxogramas de lógica, fluxogramas de sistemas, fluxogramas produto e fluxogramas de processo são apenas alguns dos diferentes tipos de fluxogramas que são usados ​​em empresas e do governo” [2]

Muitas vezes encontramos símbolos de um fluxograma com cores diferentes, números ou outros aspectos predominantes. Em um fluxograma sempre haverá aspectos predominantes como no caso das cores. A cor predominante mais comum em fluxogramas são as cores verde, amarelo, azul e vermelho.

Exemplo de Fluxograma

Um exemplo bastante simples de fluxograma feito no excel 2007.

Fluxograma de quando temos fome

Fluxograma Conclusão

Os fluxogramas são nada mais nada menos que a representação, através de simbologia padrão, do fluxo de trabalho ou processos de uma empresa ou qualquer atividade. Tudo isso para facilitar o entendimento de como funcionam o fluxo de atividades que tem relação com dados, informações, ações, decisões, começo, fim, atrasos, armazenamento etc. O objetivo também dos fluxogramas é contribuir com a qualidade de um produto ou serviço.

Referências externas

1. Fluxograma. Acessado em: 10 Jan. 2013. Disponível em: Fluxograma
2. FlowChart. Acessado em 05 Jan. 2011. Disponível em: FlowChart


PiPo-Smart-S1-Pro-7-Frontal