Você está em:

Alternativa energética para as próximas décadas

Painéis solares? cobrir a Lua com captadores de energia solar? energia eólica? energia do mar? hidrelétricas ? termoelétricas? carvão??? Nada disso…. literalmente NADA DISSO mesmo! O que vem por ai é uma coisa complicada de ser feita mas muito, muito eficiente mesmo e se deve a uma lei da física e a contribuição de vários inventores ao decorrer da história da humanidade. No caso da física, mais propriamente a lei da inércia de Newton onde um objeto está em inércia quando não há nenhuma força contra ele ou que mude o estado do objeto e é justamente explorando isso que criaremos geradores de energia no espaço e serão muito mais eficientes que qualquer coisa que criamos até então.

Geradores de energia serão construídos no espaço.

Assim como a Estação Espacial Internacional foi construída, todo o trabalho e conhecimento para fazer a ISS será usado para a construção dessas Estações Espaciais de Geração de Energia que usarão uma tecnologia que já possui quase 200. Estamos falando do dínamo. O dínamo é um gerador de energia elétrica sem precisar utilizar de meios convencionais como hidrelétricas ou energia solar.
Energia alternativa - O espaço é a saída
Com o uso do dínamo será possível usar o espaço a nosso favor. Uma tecnologia simples e de fácil construção orbitar a Terra e nos dar o que mais precisaremos nesse século ( energia alternativa e limpa ) durante muito tempo.

Custo para se construir um dínamo no Espaço

Se compararmos a ISS ou Estação Espacial Internacional com nosso dínamo no espaço podemos ter uma noção do custo desse projeto. A Estação Espacial Internacional demorou 10 anos para ser construída e custou por volta de 100 bilhões de dólares. Um dínamo no espaço custaria então menos que isso, afinal, o nosso dínamo não teria dezenas de metros. Vamos calcular 10 bilhões de dólares para cada dínamo construído no espaço que poderá gerar energia para uma cidade de meio milhão de habitantes.

Como um dínamo no espaço poderá trazer energia para a Terra

Com uso de elevadores espaciais será possível usar dínamos orbitando a Terra e transferindo a energia gerada através do elevador espacial. Supondo que não haja elevador espacial há tecnologia disponível que possa transportar a energia sem fios ou via wireless. Pode ser que a energia seja conduzida via raio laser ou infravermelho vai depender da viabilidade dessas duas tecnologias para que não haja cabos. Por enquanto o uso de um cabo feito de nano-tubos conduziria muito bem a eletricidade além de serem mais eficientes na condução de energia seriam também mais resistentes e não se romperiam tão facilmente de nossos dínamos no espaço.

Como o dínamo vai começar a “girar” no espaço.

Com o uso de foguetes é possível fazê-lo girar a altos RPM’s e com muita facilidade, afinal, não haverá nenhuma força exercendo sobre eles para pará-los. Eles não funcionarão com base em “rolamento” para que a rotação dos imãs gerem energia, eles terão um sistema de “trilhos” baseado no trem bala onde o mesmo não tem contato nenhum com o solo ou trilho que o faz conduzir e isso não geraria atrito algum para conduzir a rotação do mesmo. Ele ficará gerando energia no espaço eternamente na inércia de sua velocidade.

Publicado por Rodrigo Martinelli

Sou Rodrigo Martinelli, formado em administração e matemática.

Participe da discussão

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *